Crise no ferryboat aumenta e usuários protestam no Terminal de são Joaquim

Moradores da Ilha, inclusive portadores de deficiência, protestaram mais uma vez contra os péssimos serviços prestados pela Internacional Marítima e questionm descaso do governo. (Foto: Tereza Valadares)
Moradores da Ilha, inclusive portadores de deficiência, protestaram mais uma vez contra os péssimos serviços prestados pela Internacional Marítima e questionaram também o descaso do governo. (Foto: Tereza Valadares)
Moradores da Ilha de Itaparica e usuários do Sistema Ferryboat fizeram mais um protesto nesta sexta-feira (31) no Terminal Marítimos de São Joaquim, contra os serviços da concessionária Internacional Marítima e o Governo do Estado. A manifestação ocorreu na entrada do terminal e durou cerca de duas horas.

Em alguns momentos, os carros que tantavam entrar no terminal foram impedidos. O diretor da Agerba, Bruno Moraes, apareceu para dialogar com os manifestantes, mas nenhum diretor da empresa Internacional esteve no local.

Desde que os problemas no Sistema Ferryboat começaram a se agravar, antes do final do ano, devido ao baixo número de embarcações em tráfego e o crescimento das reclamações, Bruno Moraes foi destacado pela Secretaria de Infraestrutura para atuar nos terminais do sistema, apesar de a concessionária ter afimado recentemente que “ignorava” a presença do diretor da Agerba atuando em suas instalações.

Leia também:

Notícias Relacionadas