Goleiro Bruno pode estar livre em junho, aposta advogado.

Após a decisão da Justiça de Contagem (MG) de conceder liberdade condicional ao goleiro Bruno Fernandes, seu advogado, Rui Pimenta, afirmou que o goleiro esteja deve estar em liberdade já em junho.

A determinação anunciada na terça-feira (29) se refere ao processo que o jogador responde no Rio de Janeiro por agressão e cárcere privado de sua ex-amante Eliza Samudio. Porém, como Bruno também responde a mandado de prisão expedido pela Justiça de Minas Gerais pelo assassinato da jovem, ele não deverá ser solto.

Apesar disso, Pimenta disse acreditar que Bruno estará em liberdade em breve. O advogado diz que a decisão de liberdade condicional desta terça já era esperada. Agora, ele aguarda o julgamento do habeas corpus pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Leia Também:

— Nossa grande preocupação é julgar no STF o habeas corpus porque é o alvará para ele ir para rua. Vamos agora acelerar o julgamento de Brasília porque julgando lá ele vai para rua e nós vamos para o Flamengo com ele.

Notícias Relacionadas