Homem que incendiou casa e matou a família confessa: ”Não tinha motivo”

O homem que incendiou a própria casa e matou três filhos, uma enteada e o filho dela, de 1 ano, em Feira de Santana, a cerca de 106 quilômetros de Salvador, foi preso na manhã desta sexta-feira (6) e assumiu o crime. A enteada dele estava grávida de cinco meses. Em reportagem do Portal G1 e da TV Subaé (Rede Globo), Gilson Jesus Moura, 49 anos, afirmou:

Foi ele (Gilson Jesus Moura) que tocou fogo em toda família. Uma testemunha informou para polícia que o Gilson havia se desentendido com Cristina, por ciúme, durante a festa de réveillon.  (Foto: Reprodução)
Foi ele (Gilson Jesus Moura) que tocou fogo em toda família. Uma testemunha informou para polícia que o Gilson havia se desentendido com Cristina, por ciúme, durante a festa de réveillon. (Foto: Reprodução)

“Eu não tinha motivo nenhum para fazer isso porque eu estava super bem com minha família, meus filhos me adoravam. Eu era o tempo todo com minha filha menor no colo, abraçando meus filhos o tempo inteiro”, disse Gilson Jesus Moura, 49 anos.

Ele foi preso em Feira de Santana quando tentava pegar um transporte alternativo para outra cidade, mas foi reconhecido por populares.

Gilson contou que vivia bem com sua mulher, e que não havia motivo para ter cometido o ato. “Ela trabalhava na fábrica de segunda a sexta, final de semana ela ficava me ajudando lá no comércio, ficava acordada até duas, três horas da manhã para me ajudar. Sinceramente, só pode ter sido um surto provocado pelo medicamento que eu tomava e, de repente, eu parei de tomar porque o medicamento acabou. Eu tinha comprado o combustível para colocar na moto da minha esposa”, afirmou o preso.

O delegado João Uzzum, titular da 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Feira de Santana), afirmou em entrevista ao G1 e à TV Subaé que Gilson foi localizado por volta das 7h, em um ponto de ônibus do próprio município, em uma região conhecida como Largo do Marajó.

Notícias Relacionadas