Governo Wagner começa a atrasar salários dos servidores públicos

Parace que realmente conseguiram quebrar a Bahia
Parace que realmente conseguiram quebrar a Bahia
REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

A crise financeira sem precedente que atinge o Estado da Bahia começa a fazer estragos junto aos servidores públicos. A Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) não pagou ainda o salário do pessoal e não deu nenhuma previsão de quando o dinheiro será creditado.

É a primeira vez que o atraso de pagamento do servidor público acontece no governo Wagner. Não ocorria na Bahia pelo menos nos últimos 30 anos.

Comenta-se que outros órgãos do Estado também vão passar a atrasar salários.Parece que as constantes denúncias da oposição estão ficando cada vez mais evidentes: o governo Wagner conseguiu quebrar a Bahia.

Rombo de R$ 2 bilhões – Em 2 de agosto, o governador Jaques Wagner (PT) baixou decreto limitando as despesas de manutenção, desenvolvimento de projetos e atividades de todas as secretarias e órgão vinculados ao Poder Executivo. O contingenciamento representa cerca de 15% do orçamento de cada órgão, no total de R$ 250 milhões.

O vice-presidente do Instituto de Auditores Fiscais da Bahia (IAF-BA), Sérgio Furquim, explicou que a maior parte dos gastos do Estado são custeados pela fonte 100. Ele acredita que o governo, ao limitar as despesas de secretarias e órgãos, busca recompor o saldo desta fonte de recursos.

Ele informou que a Bahia vem registrando, nos últimos três anos, déficit na Fonte 100. Fruto, afirma Furquim, do uso desses recursos para suprir a necessidade de outras fontes. Nos Demonstrativos de Disponibilidade de Caixa das Gestão Fiscal de 2011, o saldo na fonte 100, antes do saldo dos restos a pagar, foi de um déficit de pouco mais de R$ 2 bilhões. Em 2012, este saldo foi de déficit de pouco mais de R$ 2,188 bilhões.

Leia também:

Notícias Relacionadas

18 Comentários

  1. lucas a g filho

    Colégio Estadual Frederico Costa, matatu
    ————————————————
    Funcionários só recebem vale transporte e vale refeição já a 5 meses.
    Nada de salário, até agora…
    Telefone da escola: (71) 3233-2130

  2. Salvador Sotero

    AGORA QUERO VER O QUE OS PELEGOS DOS SINDICATOS VÃO FAZER. SE FOSSE NO GOVERNO CARLISTA SERIA GREVE GERAL.

  3. Junior

    Eu como cidadão estou impressionado ate que limite a incompetência poder ir esse cidadão Governador da Bahia realmente conseguiu se superar como a pior administração que o estado já teve são sete anos de governo e ainda tem mais um, depois que esse cara sair ai que vamos ver o tamanho do rombo nos cofres públicos, o sistema ferry boat e a bandeira principal da incompetência, e o pior que não temos um candidato que realmente traga benefícios para a Bahia.

  4. João Pereira

    O problema foram os super aumentos de salários para classes como os dos professores entre outras sendo que existem mais funcionários na secretaria de educação do que seria necessário. Contratam apadrinhados formados em português enquanto existe déficit de professores de matemática

  5. Antonio

    Os impactos desta crise financeira, também já estão atingindo os fornecedores do Governo, que recebiam seus pagamentos com até no máximo 30 dias após a entrega do material, agora leva de 60 a 90 dias para receber e quando recebe.
    Sou um micro empresário e trabalho fornecendo ao Estado a uns 6 anos e sempre recebi certinho, mas a partir de 2013, começaram a atrasar e muito os pagamentos, isto está causando grandes impactos, não só na minha empresa, como também em outras, podendo até levar a falência de algumas, consequentemente desemprego, isto é a Bahia que o povo quer?
    Acho que os cortes de despesas tem que começar pelo próprio Governador, que gasta R$ 1,6 milhões com o helicóptero, para satisfazer sues interesses, ou seja, se todos andam de carro, porque ele não pode?
    Na minha opinião, esta dita crise financeira, nada mais é que o pretexto para começar os desvios de recursos para o caixa 2 da campanha, para tentar eleger mais um PT para o governo, isto , se eles tiverem alguém para indicar para a sucessão, pois neste partido só tem incompetentes.

  6. alex

    João Pereira. De que “super salario” para professores você está falando? Sou professor concursado do estado há 12 anos e até momento não recebi uma parcela sequer desse seu (dele) super salário. O que se acontecesse seria no mínimo justo até porque grande, senão a maior parte da verba para educação incluindo o pagamento dos dito por você “super salários” vem do governo federal. Segundo seria feita justiça a uma categoria que foi responsável por fazer por exemplo você poder ler e escrever apesar de não saber ao menos sobre o que escreve.

  7. Ruy Barbosa - Bahia

    O baiano tem que despertar o espírito solidário, e para isso precisava de um Carioca para motivar. Desta forma, os professores da cidade Ruy Barbosa já aprenderam a lição, pois estão trabalhando desde o início de Ano Letivo sem receber salário e sem abandonar as salas de aula, afinal o IDEB Brasileiro tem que aumentar mostrando a melhoria da educação.

  8. André Luiz

    em Abril/2012 ele já dava indícios de que comecaria a atrazar salários. Primeiro ele começou a pagar os salários secos, sem os adicionais que demoravam até 3 meses para serem pagos. Os vouchers para srem trocados chegavam a demorar 3 meses também. Um colega chegou a comentar comigo que tinha receio de sentir saudade da época de ACM, porque estava chegando essa hora.

  9. José Gusmão

    Todo mundo já sabia disso, mais cedo ou mais tarde os PTralhas do eminete governador Wagner iriam quebrar tudo. Normal, tem jeiro não é umrança era inevitável. O governador deve tá com vergonha disso tudo, a cara dele na foto não nega. Triste Bahia.

  10. Sérgio Oliveira

    Tem gente que é imbecil por natureza, ao afirmar que Professores tiveram super aumento de salários na Bahia, …, só dando um prato de alfafa para este mané comer, …!!!

  11. ANTONIO JOSE

    sinceramente esse cidadão da politica não tem responsabilidade , não está nem ai para nada , fracasso para todo lada, é um insensato.

  12. Isaías Oliveira

    Pára de falar merda, João Pereira.
    Dizer que o problema está no “aumento de salários” dos professores…

  13. Fernando Vasconcelos

    Iso quer dizer que o pagamento da URV, não vai sair?

  14. Ricardo

    Assentei-me com funcionário da empresa e ouvi:

    – “Politizar uma questão dessas não está certo”.

    Continuou ele:

    – “O caso da CBPM é singular. Trata-se de uma empresa sólida, estratégica, em pleno crescimento, sustentável, dinâmica, com um quadro de funcionários espetacularmente técnico, profissional, um dos maiores acertos da Bahia (para não dizer do Brasil). É a CBPM empresa extremamante transparente, empresa que publica todos os seus dados, além de balanços até o salário de todos os seus funcionários (pela internet).

    E perguntei: O que aconteceu?
    E ele: – Parece que foi Um desencontro de contas, fato perfeitamente normal. Prossseguiu ele: – Temos a maior tranquilidade quanto ao recebimento de salários, que tudo não passa de uma questão técnica, que não é falta de dinheiro.
    E disse mais, disse-me ele “que os funcionários têm confiança total na atual administração, que confiam plenamente nos dirigentes de agora”.

  15. Angelo Maciel

    O governador tem que economizar o dinheiro publico,ano que vem já tem eleição, tem muito voto pra comprar :O

  16. Lauro de Freitas

    o governado tem que parar de gastar com ele, helicópteros, avião carros e etc, não vejo gasto com o povo o que realmente tem sido feito? os governos em geral tem que parar de gastar com publicidade isso sim consome mais da metade das receitas.

  17. Tarcilio

    Noticiazinha tendenciosa e politiqueira.Nada disso está acontecendo na CBPM.

  18. Raimundo Nonato Bonfim

    Não como nada disso, toda vez que o governo perde ações na justiça ,inventa quebradeira para tirar a população de tempo.Vejamos nas eleições ano que vem,se terá dinheiro para comprar os votos que eles precisarão!

Comentários estão suspensos