Governo Wagner despenca e fica com apenas 28% de aprovação

O governo de Wagner já teve aprovação de 68% da população. Caiu 30 pontos.
O governo de Wagner já teve aprovação de 68% da população. Caiu 30 pontos.
O governo de Jaques Wagner obteve 28% de aprovação dos eleitores, segundo pesquisa do Ibope, sob encomenda da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta quinta-feira, 25. Em setembro de 2010, Wagner chegou a ter 68% de aprovação.

De acordo com a pesquisa o, o governo de Wagner é o quinto pior avaliado do país. Eduardo Campos, de Pernambuco, é o melhor avaliado, com 58%.

O percentual inclui os entrevistados que consideraram o governo “bom” ou “ótimo” e tem margem de erro de dois pontos percentuais. O instituto não divulgou qual o percentual de eleitores que considerou o governo de Wagner “ruim”, “péssimo” e “regular”.

Esta foi a primeira vez que a pesquisa CNI/Ibope avaliou os governadores. Foram ouvidas 602 pessoas, em toda a Bahia, entre os dias 9 e 12 de julho.

Confira abaixo a porcentagem de aprovação dos governadores dos Estados que fizeram parte do levantamento

Pernambuco: 58%
Paraná: 41%
Ceará: 40%
Minas Gerais: 36%
Santa Catarina: 30%
Espírito Santo: 29%
Bahia: 28%
São Paulo: 26%
Rio Grande do Sul: 25%
Goiás: 21%
Rio de Janeiro: 12%

Notícias Relacionadas

3 Comentários

  1. edson

    Isto é o resultado da péssima administração, que o mesmo vem desempenhando no governo, basta vermos como anda a saúde, a educação e a segurança neste estado, vamos dar um basta nisto nas urnas, chega de maus tratos e descaso.

  2. Sérgio

    Que foto é essa do governador meu? É a mais curtida no Facebook…já mandei pra mais de 10 mil pessoas….Kakaka

  3. LENISE FERREIRA

    Nunca participei de uma pesquisa como esta e não conheço quem tenha participado. Algumas questões abordadas em pesquisas de satisfação em relação aos governos federais e Estaduais receberam elevados índices de aprovação no que se refere à realidade vivida pelo povo. Me pergunto que nível de pessoas foram realmente abordadas e gostaria muito de saber se estas pessoas são capazes de se colocar no lugar do outro e perceber que, se para ela as coisas vão muito bem, ao seu redor, nem sempre acontece o mesmo. Não estou falando de ser pessimista, estou falando de encarar fatos, se colocar no lugar do outro e entender que os impostos que pagamos não estão sendo aplicados como deveriam e que a miséria esta próxima e é bastante palpável.

    Por exemplo: defender programa assistencialista e paliativo como é a meu ver o PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA, é o mesmo que institucionalizar a esmola que alguns tentam combater nas sinaleiras. Milhões e milhões de reais são distribuídos sem oferecer qualificação profissional aos beneficiários e tornando-os reféns destas migalhas enquanto faltam verbas para melhor educação, saúde, segurança e infraestrutura. Nos hospitais, nos presídios ou perambulando pelas ruas encontramos muitos beneficiários deste programa.

    O sofrimento da maioria destas pessoas realmente aflora na hora que precisam de assistência médica, de socorro, de um simples buraco tapado na rua ou ainda da canalização do esgoto na frente da sua casa.
    Exemplo: Economizam na vacinação fazendo com que estas pessoas gastem nas clínicas particulares o que ganharam no mês com o benefício do BOLSA FAMÍLIA para prevenção de diversas doenças como HEPATITE C ou MENINGITE. Quando a fome é a prioridade estas vacinas são deixadas de lado. Quando acometidos por elas, vem o PADECIMENTO nos corredores dos hospitais públicos, se, conseguem ingressar num deles pois as filas nas centrais de regulação são implacáveis, determinam quem morre ou vive, se vc é produtivo e jovem terá maior chance de obter atendimento. Ser alguém que já contribuiu toda a sua vida para os cofres públicos ou na formação dos bem sucedidos profissionais que hoje atuam no mercado, é de pouca valia.

    Contratar mais médicos? para atuar onde? nos postos de saúde precários e hospitais sucateados, desqualificados e desaparelhados?

    O crescimento da criminalidade parece só afetar a nós, simples mortais. Os roubos de veículos diminuíram? aos olhos de quem? a menos de 15 dias tivemos um carro roubado na porta de casa, era o segundo na rua em menos de 24 horas e o vigésimo sexto nas contas da central de polícia, segundo informou um jornalista na TV. Diariamente ouvimos a quantidade de veículos roubados que parecem coisa corriqueira e banal, de pouca importância ou de menor potencial ofensivo como dizem alguns delegados. Os registros são feitos nas delegacias, os retornos são mínimos das ações policiais. SERÁ QUE OS VERDADEIROS ÍNDICES são publicados?

    A SECA foi a pior em décadas, o que foi feito para mudar esta realidade? Que garantias teremos? As reclamações contra a EMBASA, COELBA e tantos outros serviços públicos, a solução é privatizar? se o Estado retira das costas a responsabilidade sobre determinados serviços, porque os impostos não seguem a mesma linha? Privatizar, cobrar pedágios e repassar ao povo os impostos cada vez mais elevados? Que matemática é esta?

    PROBLEMAS que se tornam crônicos e eternos em virtude da falta de pulso, de ações transparentes e enérgicas como é o caso do SISTEMA FERRY BOAT que hoje mais uma vez estampa a capa de um jornal baiano. VERGONHA esta situação se arrastando como a maioria daquelas embarcações.

    EU VOTEI NA PRESIDENTE DILMA, EU VOTEI NO GOVERNADOR JAQUES WAGNER, não estou satisfeita, não vejo quem possa fazer diferente já que os problemas citados aqui são heranças antigas que serviram apenas para angariar votos com promessas de mudanças.

    LAMENTO E PEÇO AO POVO QUE SE LEVANTE E CONTINUE LUTANDO. É LINDO VER O POVO ORDEIRO DEFENDENDO SEUS DIREITOS.

    Desejo que os vândalos olhem em volta e entendam que estamos saindo às ruas para defender o País em que eles vivem, seus irmãos, pais, filhos, amigos e amores. Que respeitem este momento e o nosso direito de lutar de mãos limpas.
    MUDA BRASIL !!!!!!!!!!

Comentários estão suspensos