Professores da Bahia em greve reagem e criticam governador

Na assembleia de ontem, os professores levaram dezenas de cartazes contra o governador Wagner

REDAÇÃO DO
JORNAL DA MÍDIA

Salvador – Em greve há 57 dias, os professores da rede estadual de ensino reagiram com ”irritação” a tentativa do governador Jaques Wagner de ”embaralhar a opinião pública”, jogando a categoria contra a sociedade e a imprensa.

“Os professores não entraram em greve por reajuste salarial como o governador quer fazer a sociedade acreditar. A greve é pelo cumprimento do Piso Salarial Profissional Nacional”, afirma a APLB Sindicato, em nota oficial publicada em seu site.

A diretoria da APLB explica na nota que o índice de reajuste do piso é baseado no índice de reajuste do Fundeb. ”Os 22,22% representam o aumento do Fundeb que o governo estadual recebeu em um ano. Isto é repassado para o aumento do piso. E o governador sabe disso, mas prefere não explicar”, sustenta a entidade, acrescentando:

”A presidente da República, Dilma Rousseff, assinou esse reajuste em fevereiro. Quatro meses antes o governador Wagner, por meio de seus auxiliares firmou acordo com o sindicato que aceitaria o novo reajuste, aliás, como manda a lei. Wagner não cumpriu o acordo, como todos sabem. E a greve foi iniciada em 11 de abril. Os professores cobram seriedade e honestidade do governador para negociar. Mas negociar de verdade, convidando o sindicato e o comando de greve para conversar.

Os professores querem reajuste de 22,22%. Eles alegam que o governo fez acordo com a categoria, em novembro do ano passado, que garantia os valores do piso nacional, e depois ignorou o acordo mandando para a Assembleia um projeto de lei com valores menores. No dia 25 de abril, os deputados aprovaram o projeto enviado pelo executivo que garante o piso nacional a mais de cinco mil professores de nível médio. Na Justiça, conseguiram uma liminar que determina o pagamento dos sálarios do mês de abril e maio, que foram suspensos pelo governo.

O governo do Estado recorreu, não pagou os salários e a ação terá um desfecho hoje (6) no Supremo Tribunal Federal (STF).

Pressão Política – Hoje (6), o secretário de Comunicação do Estado, Robinson Almeida, afirmou em entrevista a uma emissora de rádio que com a recusa dos professores em aceitar a proposta do governo, a categoria vai se desgastar junto a opinião pública. Almeida declarou que a tendência também é que os partidos políticos passem a exercer uma pressão maior junto à APLB visando encontrar uma saída para o impasse.

Depois que soube ontem da decisão dos professores, tomada em assembleia, pela manutenção da greve, o governador Jaques Wagner se disse ”indignado e decepcionado” com a categoria.

“Não consigo entender o que passa na cabeça desses educadores e de suas lideranças. Fui sindicalista, da iniciativa privada, e (quando em greve) as nossas assembleias eram permanentes, às vezes duas ou três vezes ao dia. Eles, sindicalistas do serviço público, estão prejudicando os alunos mais carentes da sociedade”, falou o governador, acrescentando que não há direito a salário que seja maior que o direito dos alunos à educação”.

Wagner, cadê a verba do Fundeb / Que Dilma mandou pra você? / É dinheiro pra pagar os professores / Não é pra gastar na TV (Tonho da Lua)

Leia também:

Notícias Relacionadas

24 Comentários

  1. fernando

    os professores não pensam nos alunos do 3 ano que estão se preparando para o vestibular e sim no seu aumento sem precisão. já que eles ganham acima do piso nacional e ja que não querem trabalhar pede demissão, só não é justo os alunos ser prejudicado por professores pregiçosos e um governador ladrão.
    JA PASSOU DA HORA DOS ALUNOS SE MANIFESTAR!
    EU QUERO VER E ESSES PROFESSORES SEM GANHAR UM CENTAVO-AS PROFESSORAS VÂO SE PROTISTUIR E OS PROFESSORES VÃO VIVER A CUSTA DAA SUAS ESPOSAS.
    vamos ver quantos meses sem salario eles aguentam!

    1. bela

      muito facil você falar, por acaso é professor? não? é aluno? então porque não entrou na causa dos professores para conseguirem seu aumento salarial e acabar logo com isso?

  2. Georgiana

    Boa noite, resolvir comentar sobre esse absurdo postado pr esse “Fernando”: os professores não pensam nos alunos do 3 ano que estão se preparando para o vestibular e sim no seu aumento sem precisão. já que eles ganham acima do piso nacional e ja que não querem trabalhar pede demissão, só não é justo os alunos ser prejudicado por professores pregiçosos e um governador la*.
    JA PASSOU DA HORA DOS ALUNOS SE MANIFESTAR!
    EU QUERO VER E ESSES PROFESSORES SEM GANHAR UM CENTAVO-AS PROFESSORAS VÂO SE PROTISTUIR E OS PROFESSORES VÃO VIVER A CUSTA DAA SUAS ESPOSAS.
    vamos ver quantos meses sem salario eles aguentam!

    Por causa de pensamentos como o seu é que as coisas estão assim, se os professores são isso tudo de ruim que você descreveu, não vale apena você esperar por ensinamentos de tal profissional, pessa auxilio na boa educação transmitida por vossos pais, ai sim você sentirar opesou da falta de bons professores, até pra você catar coco de animal precisará passar por vários professores, pense um pouco mais antes de puplicar qualquer merda! Não esperamos que você precise se prostituir, como você deseja que aconteça com as professoras, nem tão pouco de esmolas, o trabalho de um professor é arduo e contínuo, e muito pouco reconhecido, principalmente mal pago, ah não te desejo que torne-se um professor, é profissão para quem amo…Quem sabe se torne um GOVERNADOR como o atual…

  3. miri

    senhor gov voce pensou no prof. nivel médio quando transformou o nosso salário em subsidio jogando fora todas as nossas conquistas de anos para estar ai onde voce se encontra passsou por um professor.l

  4. lidiane

    absurdo,greve em educaçao bizaro .meu Deus até onde vamos chegar,vejo neles q só importa mesmo é com o piso sálarial ,também não sao os filhos deles q estao sem aulas,fdp to realmente triste com esses educadores até onde vao chegar essa quebra de braço nao suporto nem olhar na cara deles.

  5. evanilse

    Filho da PT tu não deves ter mãe e irmãs. Se tiver o que desejou as professoras recaia sobre elas.

  6. Helma

    Veja como a conta dele bate certinho 7+7=22! É assim que esse governa-dor quer que as crianças e adolescentes da Bahia fiquem! Vá estudar governa-dor!

  7. Sidneia

    Está difícil dar aulas de matemática na rede estadual da Bahia, com esse governador indo a mídia dizer que deu 22% de reajuste para os professores de nível médio. Como vamos explicar aos nossos alunos que um salário de R$ 1610,00 liquido sofre um reajuste de 22% e continua igual a R$ 1610,00?
    Como é que vamos explicar que dentro da totalidade de professores do estado os 500 professores de nível médio, outros vários em estágio probatório e os mais de 3000 que fizeram a certificação passada não vão poder fazer o tal curso para conseguir o avanço na carreira, mas segundo palavra do governador “100% dos professores na ativa vão poder ter o avanço de 7% em novembro?
    O que responderemos aos nossos alunos quando eles nos perguntarem se 100% corresponde a totalidade?
    Como é que o professor de matemática vai fazer para ensinar a seus alunos que se tira a prova é mostrando todos os cálculos feitos mas que se for governador esta prova é feita indo para a imprensa para dizer que gastou tanto ao invés de abrir as contas do FUNDEB?

  8. silvio

    seguinte é esse,dou valor aos professores. por min passam atá 5 meses em greve. eles tão certos, têm que revindicar os direitos e deveres deles..

  9. Gal

    Èu repreendo em nome de Jesus essas palavras desse tal Fernando. Por causa de pessoas com esse pensamento é que esse país é tão atrasado. Pra seu governo, os professores não está pedindo nada, simplesmente está exigindo que se cumpra o que já está na lei. é um direito já adquirido. Procure se informar melhor. estude. Ou vc vai continuar assim com essa mente retrógrada e fácil de ser manipulada pela minoria que está no poder. A elite.

  10. Teto Machado

    Ô, Fernando! Quando sua mãe e sua irmã fizeram isso, que vc quer que as professoras façam, você as apoiou?

  11. Daniela

    Sou professora da Escola Pública e me orgulho disso. E sempre penso que uma Nação só pode melhorar com Educação de Qualidade e Para TODOS de FATO e de DIREITO.
    Com Cidadãos críticos que saibam ver e ouvir o que está nas entrelinhas. Infelizmente, o FERNANDO e a LIDIANE são limitados e Graças a Deus representam uma pequena parcela da população. Só a título de esclarecimento a nossa presidenta, não fui eu, nem você, estabeleceu como aumento do piso salarial nacional para os professores (todos) o percentual de 22,22%, o governo assinou em nov./2011 esse aumento, o governo federal através do FUNDEB, mandou o dinheiro, mandou, tempo passado, DINHEIRO CHEGOU, esse dinheiro é pra ser usado com a EDUCAÇÃO, INCLUSIVE COM SALÁRIO DE PROFESSOR. A PROPÓSITO. O VALOR DESSE DINHERO É SIGNIFICATIVO.
    Como professora gostaria de saber qual a dificuldade que o nosso governador tem em cumprir esse acordo ???
    Se o dinheiro chegou, cerca de 600 milhões. Se pelas contas dele, não dá. Mostras as contas, pra quem sabe fazer, haja vista, que a matemática num é o forte dele, já que soma 7+7 e encontra 22.
    Finalmente, vamos considerar, que a grana tá pouca, afinal somos muitos professores, pq ele não pede ajuda a Dilma, já que eles são amigos ???

  12. marla

    olhhe fernando é por causa de pessoas como vc alienadas e sem pesperctivas q o governador se acha no direito de jogar a educaçao na privada, ele sabe q a sociendade só querem saberem da novela das 20h, e nao procuram o seu crescimento e muito menos sabem como conbrar dos governantes eleitos as suas promesas que só ficam nisso mesmos em promesas por que ano de eleiçao virou uma grande brincadeira momento de ir por bar e fazer fliho.

  13. Jorge Marinho

    Olá Fernando! É também para pessoas como você que os professores lutam por uma educação de qualidade. Pela qualidade de sua escrita, nota-se que você precisa urgentemente de uma boa educação tanto na escola como doméstica. Tenha mais respeito a uma classe importantíssima para a construção da cidadania de uma nação, pois pelo nível de sua desinformação você certamente vai precisar e muito.

  14. DINALVA COSTA

    A pratica docente é árdua o sálario é pouco . Porém eles continuam levando paz ,amizade e ajudando a construir cidadãos conscientes. Muito bem professores. avante.

  15. Matheus

    Edson 13 de junho de 2012 at 12:34 – Reply
    Parabéns Educadoras e Educadores de Coaraci e toda Bahia.
    Agora, vou apelar para generosa presidenta, porque o poder judiciário do nosso país só funciona contra os pobres.
    REQUERIMENTO A PRESIDENTA DA REPÚBLICA
    Exma. Sta.
    Presidenta da República dos Estados Unidos do Brasil
    Exma. Dilma Vana Rosseffi
    Edson, abaixo assinado, vem por meio deste, mui respeitosamente à presença de V. Excelência, a fim de solicitar para interceder na greve dos professores do Estado da Bahia. A pouco tempo foi a greve da polícia militar, que ficamos a mercê dos marginais, agora, na educação.
    O governador Jaques Wagner, não dialoga com a categoria, deixando milhares de alunos fora de sala de aula e comprometendo o ano letivo.
    Tentando, acabar com a greve, cortando todos os direitos dos educadores, até mesmo a cesta do povo, criada pelo NOSSO ACM, uma estratégia criada pelo governador Wagner, os educadores com FOME será vencidos, isso não é do regime da ditadura?
    Ainda, sem contar que influência daquele que está por cima é difícil judiciário brasileiro ir de encontro.
    Pelo menos o inesquecível Antonio Carlos Peixoto Magalhães não se comportava com esses golpes sujos com seus irmãos baianos.
    A exma. é mulher e conhece de perto as dificuldades. Pois, bem, são diversas professoras educadoras baianas passando por momentos difícil, acima de tudo, são mães e muitas delas chefe de família que tiveram seus vencimentos cortados por posicionamento da questão da greve. A Bahia foi o Estado que votou em massa com V. Excelência e no governador Jaques Wagner.
    O povo cansado de tanta perversidade levou a sério o pedido do LULA. Mas, o que o nosso governador tem feito pelo o povo baiano é maldade das piores: Cortar o salário das educadoras, para poder forçar e à sala de aula. Será que ele não pensou que essas mulheres tem contas a pagar e crianças para alimentar?, Isso, que podemos apelidar de abuso de superioridade. Penso eu!, que agora seja à hora de V. Excelência dizer para a população que não se encontra debaixo das assas do ex-presidente Lula, como foi publicado no jornal após ser eleita e mostrar que voa sozinha. Pouco conhecida da população até o momento em que Lula entrou em campo para apadrinhar sua candidatura, nunca havia disputado uma eleição. Era uma figura dos bastidores: foi secretária de governo no Rio Grande do Sul, ministra de Minas e Energia e da Casa Civil antes de subir ao palanque em 2010. Agora, se depara com o desafio de suceder o presidente mais popular da história política brasileira. E sair da sombra dele para alçar voo próprio.
    Aqui no Estado da Bahia o PT está se tornando o Maior CABO eleitoral de seu adversários políticos.
    Do jeito que estão conduzindo a política do PT, o partido só estará em vantagem até 2014. Tenham à máxima da certeza.
    Confiando na generosidade de V. Excelência, atenciosamente subscreve-se.

  16. Nelson Brito

    Fernando, deixa de ser idiota!!! vai conhecer os direito dos outros

  17. André

    Governador de esse aumento aos mercenarios, só que depois faça com que eles cumpra com sua obrigaçao de transmitir conhecimento e nao enrolar e fingirem que dao aulas eles só pensam em matar aula e enrolar

  18. Akácia Victória

    Sou aluna da rede estadual de ensino do estado da Bahia, estou no 3° ano do ensino médio, e tenho 15 anos, logo, não posso me formar com a média do Enem, sei -que assim como muitos outros alunos- estou sendo bastante prejudicada, e se já era difícil concorrer com alunos de ótimas escolas privadas baianas, agora tornou-se muito pior.

    Porém, compreendo a luta dos professores e os apoio, pois o governo não se importa para a educação do estado, o governador nem se quer senta para fazer uma negociação justa com os professores. Já são mais de 65 dias, e não desejo que os professores voltem para as salas de aula sem o ganho desta luta.

    QUEM NÃO CUIDA DA EDUCAÇÃO NÃO MERECE GANHAR A ELEIÇÃO! Nós (alunos, pais e professores) estamos nos mobilizando pelos meios virtuais, pois “um sonho que se sonha só é apenas um sonho, mas um sonho que se sonha junto é realidade” (Raul Seixas).

    Peço a vocês que curtam a nossa página no Facebook: http://www.facebook.com/NoisQueEducacao
    E acessem também o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=tZGeQ52vclw

  19. clé

    governador tá querendo mesmo q nossas crianças virem marginal?
    pois sem ter aula a soluçao é virar ladrao.

  20. sandra

    Os espinhos mostraram as pontas, é só os eleitores não votarem neles nas próximas eleições. O governador Wagner e seus sessenta deputados que o apóiam são inimigos tanto da educação, quanto da saúde , da segurança, enfim do povo. O que interessa a eles é só o voto e não as causas do povo. Acorda Bahia!!!!!!Acorda Brasil!!!!!!!!!!!!!!!

  21. joão

    como professor em Minas Gerais sei muito bem o que os companheiros estão passando e o que posso dizeré FORÇA minha gente o seu exemplo é importante para todos nós professores do Brasil e que fazem da profissão uma forma de libertação do povo.

  22. Professora

    Segundo a legislação brasileira, se a eleição tiver 51% de votos nulos, o pleito é ANULADOe novas eleições têm que ser convocadas imediatamente; e os candidatos concorrentes são IMPOSSIBILITADOS DE CONCORRER NESTA NOVA ELEIÇÃO!!!

    É disso que o Brasil precisa: um susto nessa gente! Esta campanha vale a pena!

    N U L O neles!!!
    000+tecla verde

  23. REDA de Barreiras

    Para Fernando

    Não sei pq vc está tão preocupado com os alunos do 3º ano, pelo jeito q vc escreve, deveria frequentar primeiro as aulas da alfabetização…

Comentários estão suspensos