Mudança para Jerusalém está em ‘banho-maria’

Bolsonaro diz que mudança da embaixada do Brasil para Jerusalém será ‘no seu devido tempo’. Foto: Isac Nóbrega/PR

CLÁUDIO HUMBERTO

A mudança da embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém, em Israel, “está em banho-maria”, segundo afirmou o presidente Jair Bolsonaro em resposta a pergunta do titular desta coluna. Ele disse que refletiu e concluiu que o Brasil precisa considerar seus interesses em outros países da região, inclusive no comércio exterior. Mas não citou o chanceler Ernesto Araújo na tomada de decisão tão importante, e sim as ponderações da ministra Tereza Cristina (Agricultura).

ISRAEL COMPREENDERÁ
Bolsonaro está convencido de que o governo de Israel compreenderá sua decisão de promover essa mudança “no seu devido tempo”.

SE TRUMP DEMOROU…
O presidente disse que se Trump levou oito meses para transferir sua embaixada para Jerusalém, o Brasil não faria isso em menos tempo.

DECISÃO É BEM ANTIGA
A decisão americana foi tomada pelo Congresso no governo Clinton e adiada pelos presidentes seguintes, até que Trump decidiu cumpri-la.

MAL-ACOSTUMADOS
Bolsonaro acionou a Polícia Federal para identificar os bandidos do MST e PCO que atacaram o ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente). Eventual prisão mostrará que a ordem no Brasil pode ser restaurada.

A SERVIÇO DOS BANCOS
O diretor do Denatran, Jerry Adriani Dias, diz que acabará nos Detrans o registro de contratos de financiamento de veículos, que protege o consumidor, e deixar só o gravame, que protege os bancos. Tudo o que quer a B3 (ex-Bolsa de Valores de SP), ligada a bancos. Humm…

DESCREDENCIADAS
Os Detrans de Minas e Pernambuco descredenciaram as empresas B3 e Tecnobank acusadas de burlar resolução do Denatran que proíbe o registro de contrato e o registro de gravame pela mesma empresa.

TUDO BEM EM CASA
Os olhos de Bolsonaro brilharam quando ele falou sobre a primeira-dama Michelle, ontem, a um grupo de jornalistas. Confessa-se feliz no casamento e, divertido, diz torcer para que ela nunca tenha de fazer operação de catarata, para continuar a vê-lo como o vê até hoje.

LAURA, O XODÓ
Os olhos de Bolsonaro se encheram de lágrimas, que depois cairiam sobre a face, ao lembrar seu maior mede quando foi ferido de morte na campanha: “Eu só pensava que não veria minha filha crescer”.

BRONCAS AO TELEFONE
Ouvindo Bolsonaro contar a jornalistas, ontem, que telefona a ministros que “falam demais” ou “falam bobagens”, o general Mourão contou com graça: “Ele também liga para o vice-presidente por essas razões”.

ATITUDE CIDADÃ
O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) foi revistado, ontem, sem reclamar, ao embarcar para seu Estado. Paulo Maluf certa vez foi detido no mesmo aeroporto de Brasília por impedir a revista.

OS HERMÉTICOS
O mesmo projeto que proíbe os canudos plásticos em São Paulo, libera os biodegradáveis em embalagem ‘hermeticamente fechada’. Falta ensinar o vendedor de cachorro-quente o que é fechamento hermético.

PENSANDO BEM…
…os encontros de Trump e Kim Jong-un não rendem nada além de fotos.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *