Tragédia impune pode render salários de marajá

Rompimento da barragem da Samarco, restringiu a pesca em diversos municípios mineiros e capixabas da bacia do Rio Doce. (Foto: Reprodução/Diário do Poder)

CLÁUDIO HUMBERTO

A bilionária Vale e suas sócias, responsáveis pelo desastre em Mariana (MG), que matou 19 pessoas e mais o rio Doce, manobram para não pagar multas ambientais e indenizam vítimas em insultuosas 59 parcelas mensais. Mas a Fundação Renova, que a Vale é obrigada a manter com a Samarco e a BHP, graças a Termo de Transação e Ajustamento de Conduta assinado com o ministério público, parece disposta a remunerar executivos no melhor estilo “meu pirão primeiro”.

OFERTA ATRAENTE
Um “head hunter” (“caçador de talentos”, em inglês) oferece em Brasília R$38 mil por mês a quem aceite atuar na área institucional da Renova.

TRÊS VEZES MAIS
A Fundação Renova existe para reparar os estragos causados em Mariana. Por enquanto, só deixou felizes os próprios executivos.

NADA DE LISTA
A Renova não deu a lista de executivos e respectivos salários, como a coluna solicitou, e negou que pague salários acima do mercado.

FÉRIAS ABASTADAS
Os deputados federais cujos mandatos acabaram no dia 31 passado obtiveram “ressarcimento de despesas”, supostamente realizadas em janeiro, no valor de R$8,3 milhões. Quem não foi reeleito fez a festa.

‘MOZÃO’ GARANTE NOTÍCIA
O falante general Hamilton Mourão faz a alegria dos repórteres que cobrem a vice-presidência: dali sempre sai notícia. Eles até já tratam Mourão com certa intimidade. Chamam-no de “Mozão”.

EM NOME DO PAI
Eleita por aclamação para presidir a mais importante comissão do Senado, a de Constituição e Justiça, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) homenageou o pai, saudoso Ramez Tebet, ex-presidente da Casa.

UNIVERSIDADE APARELHADA
A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) acaba de batizar de Marielle Franco o restaurante do Campus do Sertão, em Delmiro Gouveia, a 300km de Maceió. Os sertanejos, com as próprias vítimas da violência a homenagear, estão indignados com o aparelhamento do PSOL.

VOCÊ BANCA PARTIDOS
A eleição 2018 mal acabou e a próxima só será em 2020. Mas a Justiça Eleitoral já pagou R$64 milhões aos partidos este ano, usando recursos do Fundo Partidário. O PT recebeu mais: R$8,6 milhões.

LESA-PÁTRIA
No Nordeste, o setor sucroenergético garante 600 mil empregos diretos e indiretos, ameaçado pela atitude inescrupulosa dos distribuidores/atravessadores de importar álcool podre (muito poluente) americano, à base de milho, quase sem pagar impostos.

PARQUE TEMÁTICO
A Secretaria de Agricultura do DF vai retirar quem ocupa irregularmente a área reservada ao parque em Brasília. As tratativas prosseguem com o Sindepat e a Associação Mundial de Parques Temáticos.

TRANSPARÊNCIA GERAL
Rodrigo Agostinho (PSB-SP) quer criar um banco de dados com patrimônio de agentes públicos (efetivos e comissionados), além de cônjuges, filhos e dependentes para identificar “incompatibilidades”.

PENSANDO BEM…
…com tragédias e mortes em sequência, o ano de 2019 podia dar um tempo para enxugarmos as lágrimas.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *