Al Gore elogia política ambiental de Bolsonaro

Política de reflorestamento do governo foi elogiada pelo ex-vice dos EUA, ambientalista e vencedor do Nobel (Foto: Reprodução do Diário do Poder)

CLÁUDIO HUMBERTO

Ex-vice-presidente dos Estados Unidos, um dos maiores ativistas ambientais e ganhador do Prêmio Nobel, Al Gore elogiou a política de reflorestamento anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro no almoço nesta quinta (24) em Davos, com líderes mundiais. Gore é uma espécie de ultra-ambientalista moderno, responsável pelo filme “Uma Verdade Inconveniente”, que venceu Oscar de Melhor Documentário, em 2007.

CRÈME DE LA CRÈME
Al Gore foi convidado a falar, durante o almoço, aos chefes de Estado e de governo, CEOs e representantes de organismos internacionais.

REFERÊNCIA
“Verdade Inconveniente” foi o primeiro grande filme que tratou dos perigos da mudança climática. Virou referência para ambientalistas.

DEFERÊNCIA
Ao encerrar seus elogios para o presidente brasileiro e a política ambiental, o americano Al Gore encerrou com um “thank you, sir”.

OPORTUNISMO RASTAQUERA
Jean Wyllys curtiu privilégios de deputado durante anos: R$210 mil por mês, entre salários e verbas indenizatória e de gabinete, sem contar mordomias. Ficou revoltado com a inexpressiva votação, dizem seus amigos. Mas alega “ameaças” para viver no “auto-exílio” dourado.

SEM VIÉS IDEOLÓGICO
O governo do Distrito Federal vem adotando uma política externa que, de fato, não se submete ao viés ideológico. Nesta quinta (24), fechou promissores acordos de investimentos da China e da Coreia do Sul.

PALMAS PARA ELE
Já sem o peso do cargo nas costas, o ex-presidente Michel Temer começa a saborear reconhecimento. Estes dias, à saída do restaurante Parigi, um dos mais badalados de São Paulo, foi aplaudido.

MELHOR NÃO MEXER NISSO
Após cinco anos recebendo R$30 milhões anuais para dar “assessoria de imprensa internacional” ao governo, a CDN tem sido estimulada por amigos da onça a processar autoridades que citam isso como exemplo de maracutaia nos governo anteriores. Melhor deixar quieto, rapazes.

PSL INCOMODADO
Deputados eleitos do PSL têm ido ao Planalto reclamar que não recebem a “atenção devida”. Admitem que só foram eleitos pela ligação a Bolsonaro, mas lembram que são eles os que votam na Câmara.

SEM REEMBOLSO
Na disputa pela presidência da Câmara, o deputado Fábio Ramalho (MDB-MG) convidou mais de 40 parlamentares para um almoço ontem. Questionado se pagou do próprio bolso ou se iria pedir ressarcimento pela cota de atividade parlamentar foi direto: “particular, sempre”.

AEROTREM EM AÇÃO
Quem vê o aerotrem Levy Fidelix ocupando sala na vice-presidência acha que, agora, é preciso passar por ele para falar com o general Mourão. Só porque o vice é filiado ao PRTB, que lhe pertence.

CRUZADA
Parte da mídia ainda minimiza a participação do Brasil em Davos, mas a Bovespa continuou a subir e já beira os 100 mil pontos, apesar da queda no preço do petróleo e da restrição ao frango brasileiro.

PERGUNTA NA IMIGRAÇÃO
O deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) fez ironia sobre ir viver em Cuba porque está pensando em morar na Venezuela? Vai que é tua, Jean!

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *