Baiana Amanda Nunes é a primeira brasileira campeã do UFC

Amanda Nunes, emocionada, comemora o título
Amanda Nunes, emocionada, comemora o título (Foto: UFC/Reprodução)

Histórico! O UFC 200 entrará para a história como o evento que coroou a primeira brasileira campeã do Ultimate. A baiana Amanda Nunes não tomou conhecimento de Miesha Tate na luta principal do evento, castigou a então campeã e conquistou o cinturão peso-galo fechando a conta com um mata-leão ainda no primeiro round.

A “Leoa” começou a luta mais agressiva e conectou os primeiros golpes, ao passo em que frustrava as tentativas de queda da “Cupcake”. E quando a primeira direita entrou em cheio no rosto da americana, a brasileira não parou mais.

Amanda castigou Miesha com uma série de golpes e chegou a quebrar o nariz da americana, que recuava e tentava sobreviver à pressão. Tate resistia bravamente aos golpes da brasileira, que partiu então para o plano B, pegou as costas da adversária e finalizou o duelo com um justo mata-leão.

“Sempre tenho no que melhorar e tento fazer as coisas acontecerem na minha vida”, disse Amanda logo após o combate, “A Miesha é uma oponente dura. Todos sabem disso. Respeito muito a Miesha e sou a nova campeã. Por anos, trabalhei muito por esse momento. A sensação é incrível. Agora vou voltar para o Brasil, visitar minha família e levar esse cinturão comigo”.

Esta é a primeira derrota de Miesha desde 2013. Assim como sua antecessora, Holly Holm, ela perde o cinturão peso-galo sem nenhuma defesa de título bem sucedida.

“Ela sempre começa num ritmo forte, é muito perigosa no primeiro round e me pegou”, disse Tate sobre a brasileira após o duelo, “Amanda é uma lutadora muito perigosa. Cometi alguns erros. Fui descuidada e isso me custou caro”.

Com a vitória, Amanda se torna a primeira brasileira a conquistar um cinturão do UFC, e o Brasil leva para casa as duas cintas que estiveram em jogo no UFC 200. Histórico!

Notícias Relacionadas