‘Chefe’ de doleiro já teve os sigilos quebrados pelo TRE-MA

CLÁUDIO HUMBERTO

O deputado Waldir Maranhão (PP-MA) teve os sigilos fiscal e bancário quebrados pelo Tribunal Regional Eleitoral dias antes de a Polícia Federal gravá-lo ao telefone chamando o doleiro Fayed Traboulsi de “chefe”, na Operação Miquéias. Maranhão não comprovou R$ 600 mil gastos em campanha, por isso o TSE já o investigava. Todos os indícios contra ele já foram remetidos ao Supremo Tribunal Federal.

Oposição a Sarney – O inferno astral do deputado “chefe” do doleiro levou alegria a certo clã, em São Luís: Waldir Maranhão se opõe ao senador José Sarney. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas