Alves diz que Barbosa fez declaração ‘desrespeitosa’ sobre Congresso

Por meio de sua assessoria, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse nesta segunda-feira (20) que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, fez uma “desrespeitosa declaração” sobre o Congresso, que, segundo ele, “não contribui para a harmonia constitucional que temos o dever supremo de observar”.

Mais cedo, durante palestra numa universidade de Brasília, o ministro do STF afirmou que, atualmente, o Congresso é “inteiramente dominado pelo Executivo” e que a falta de representação, com partidos de “mentirinha”, faz o Congresso ter “ineficiência pela sua incapacidade de deliberar”.

“Uma desrespeitosa declaração como essa não contribui para a harmonia constitucional que temos o dever supremo de observar. E, com a responsabilidade e maturidade que tenho, não quero nem devo tensionar o relacionamento entre os Poderes”, disse Alves, que está em viagem oficial aos Estados Unidos.(Fabiano Costa, do G1)

Notícias Relacionadas

3 Comentários

  1. alan kevedo

    Doutor Joaquim Barbosa disse o que milhões de brasileiros gostariam de dizer. Agora, nós queremos saber até quando o Congresso Nacional vai contar em suas fileiras, políticos corruptos, gente que receberia um tratamento bem mais adequado, se nos dirigíssimos a eles com um, Vossa fraudulência?

  2. alan kevedo

    A VERDADE, PODE?
    O Dr. Joaquim Barbosa está nos esclarecendo sobre a nossa pseudodemocracia, ou sobre uma democracia que foi tão real quanto o chupa-cabras. Tudo por causa das malfadadas “BANCADAS”, das quais a evangélica trabalha a todo vapor, na esperança de que um dia aceitemos aquelas Bíblias enxertadas e modificadas que dividem adeptos, em “torcidas” cada grupelho por sua denominação, sem se importar que suas lideranças também se dividam, alguns para a cadeia, outros, para existências milionárias.
    Que a nossa imprensa não se engane. Por trás de tudo, os maiores interessados em amordaçá-la, assim como submeter gente como o Dr. Joaquim Barbosa a esse Congresso Nacional, pontilhado de “vossas fraudulências” são as famigeradas “bancadas”. Já identificamos membros de tais bancadas pastor/delegado, estando deputado, muito à direita de Adolf Hitler.
    Dizia São Jerónimo: ” A VERDADE, NÃO PODE EXISTIR ONDE AS COISAS SE DIVERGEM.” E é inerente à religião perseguir, ou judeus, ou ruivos, ou bruxas, ou árabes, ou sinistrógiros, ou canhotos, ou índios. Isso ao longo da história humana. Hoje, é a vez dos homossexuais, amanhã, certamente, será contra quem não pagar dízimo.

Comentários estão suspensos