Dilma cancela viagem à Argentina por causa de morte de Chávez

Luana Lourenço
Agência Brasil

Brasília – Por causa da morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a presidenta Dilma Rousseff cancelou a viagem que faria à Argentina na próxima quinta-feira (7). A presidenta iria a El Calafate para reuniões bilaterais com a presidenta argentina, Cristina Kirchner. O governo da Argentina também confirma o cancelamento das reuniões.

Dilma e Cristina devem comparecer ao velório de Chávez. Cristina Kirchner também suspendeu toda a programação oficial de hoje (5), após o anúncio da morte de Chávez. A presidenta argentina tinha planejado anunciar investimentos na educação, que foi cancelado de última hora.

O governo venezuelano ainda não divulgou informações sobre as últimas homenagens ao presidente e sobre o enterro. Chávez morreu hoje (5) em Caracas, aos 58 anos, vítima de complicações de um câncer na região pélvica. As últimas fotos de Chávez, divulgadas há duas semanas, mostravam-no ao lado das filhas no hospital. A morte de Chávez foi anunciada pelo vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão.

Notícias Relacionadas