TSE investiga pagamento de horas extras a servidores

CLÁUDIO HUMBERTO

O Tribunal Superior Eleitoral gastou, somente em 2012, mais de R$ 3,8 milhões no pagamento de horas extras para 567 funcionários que alegam ter trabalhado durante o período eleitoral. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, alguns dos servidores chegaram a receber de R$ 26.778,81 a R$ 64.036,74, no mês de novembro.

A ministra Carmen Lúcia, presidente do TSE, pediu que uma investigação preliminar fosse aberta e dois de seus assessores já foram afastados. De acordo com o levantamento, os contracheques de alguns funcionários beneficiados chegam a superar o antigo teto máximo salarial estabelecido pela Constituição para os Três Poderes, que era de R$ 26.723,13 salário compatível ao de ministros do Supremo Tribunal Federal. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas