PT-BH rompe aliança com PSB e muda cenário da eleição em BH

O PT de Belo Horizonte anunciou neste sábado (30) candidatura própria à prefeitura da cidade, rompendo com a aliança que elegeu em 2008 o prefeito e candidato à reeleição Marcio Lacerda (PSB), acordo conhecido por unir petistas e tucanos em Minas.

O impasse na formação da chapa de vereadores foi o estopim do rompimento, que ainda pode ser revertido pela cúpula dos partidos.

O PT de BH diz ter aval da Executiva nacional do partido e que o PSB rompeu primeiro, ao decidir, também neste sábado, seguir sozinho na chapa de vereadores.

O episódio torna incerto o cenário eleitoral em uma das principais capitais do país.

O senador tucano Aécio Neves e o ministro petista Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), antecessor de Lacerda na prefeitura de BH, foram os principais artifices do acordo de 2008.

Ocorridos na reta final da definição de candidaturas, que devem ser registradas até a próxima quinta-feira (5), os fatos motivaram telefonemas neste sábado entre lideranças nacionais das siglas, como o presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, e o ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), que articulam para tentar manter a aliança em pé.

O PT de BH anunciou a candidatura do vice-prefeito Roberto Carvalho, afastado do grupo de Pimentel dentro do PT-BH, mas com maioria na Executiva local, rompido abertamente com Lacerda ao menos desde 2011 e defensor da postulação própria.

Petistas de BH cogitam entregar cargos na administração e dizem agora esperar a intervenção da direção nacional socialista que estaria sendo costurada por Campos e Pimentel para tentar incluir o PT na chapa proporcional e destravar o impasse.

O PT-BH diz ter respaldo da direção nacional petista. Pelo Twitter, a vereadora por BH Neusinha Santos citou aval do presidente nacional: “Rui Falcão mandou seu recado: ele apoiou a decisão e pediu que o partido siga adiante”.

Com a desistência do PT na aliança com Lacerda, o PSDB oficializou a coligação com o PSB na chapa para a prefeitura e tem chance de emplacar um candidato a vice-prefeito –o ex-deputado e jogador do Atlético-MG João Leite é cotado.

No PSDB mineiro, a decisão da Executiva municipal do PT foi conhecida em meio à convenção que o PSDB-MG promovia neste sábado em Betim, na região metropolitana.

A Folha apurou que a formação da chapa proporcional foi discutida nesta semana em Brasília por Lacerda e pelo senador Aécio Neves (PSDB), que disse ao prefeito que o PSDB não aceitaria uma chapa conjunta de vereadores entre PT e PSB. Tucanos de BH davam o rompimento por previsível. (Paulo Peixoto e Daniela Garcia, Folha.com)

Notícias Relacionadas

2 Comentários

  1. josealmeida

    O PT ágio certo corretamente em romper com Lacerda, o PT rompeu em recife e devem. eu apoio essa decisão do pat.

  2. ALEXANDRE MARCOS

    SOU PETISTA E CONTINUO NA PROPOSTA DE CONTINUIDADE DO SERVIÇO EM BELO HORIZONTE, MAS ESPERA AI PSB JOÃO LEITE HUMMMMMMMM, CABEÇA FRESCA E VAMOS QUE VAMOS,PENSAR MAIS UM POUQUINHO.

Comentários estão suspensos