Prefeito do Amazonas teria pago até R$ 3 mil por meninas virgens

Adail Pinheiro, prefeito de Coari, é acusado de comandar rede de exploração sexual na cidade
Adail Pinheiro, prefeito de Coari, é acusado de comandar rede de exploração sexual na cidade
Adail Pinheiro (PRP-AM), prefeito de Coari, a 363 Km de Manaus, segundo município mais rico do Estado, teria pagado de R$ 2 mil a R$ 3 mil por meninas virgens de 12 a 14 anos da região. A denúncia foi feita pelo advogado Flávio Britto que é assistente do Ministério Público no recurso especial que pede a cassação do mandato do prefeito. Adail também já foi alvo de graves denúncias de improbidade administrativa por investigações da Operação Vorax da Polícia Federal em 2008.

Atualmente, Adail está sendo investigado pela CPI da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes sob a denúncia de que estaria comandando uma rede de exploração sexual em Coari, envolvendo funcionários públicos.

Conversas interceptadas pela Polícia Federal na CPI da Pedofolia em 2009, revelaram que Adail gastava verba pública com prostituição, alegando que seria para ‘eventos sociais’. A CPI da Exploração Sexual convidou o Ministério Público Federal, a Polícia Federal e o Conselho Nacional de Justiça para uma Força Tarefa na cidade de Coari em agosto, já que o poder público da cidade estaria sendo corrompido pelo prefeito.

O Diário do Poder não conseguiu falar com Adail Pinheiro. O presidente do PRP-AM, Jackson Chagas Saldanha, disse que o prefeito fez uma cirurgia e está em São Paulo. Sobre as graves acusações ao prefeito, Jackson disse que existe uma briga política na cidade e que o partido aguardará as apurações dos fatos para tomar algum tipo de atitude. (Diário do Poder)

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. Gaitano

    Soube no passado que quem fazia isso de pagar valor X para meninas virgens e valor Y para meninas bonitas, todas tinham que ser menores de idade, quem fazia muito isso era “Otavinho” como era chamado o Otávio Raman Neves que atualmente é dono do Jornal Em tempo, o mesmo há rumores que enriqueceu através de esquema com Amazonino, era sócio de Amazonino em construtora, de caminhoneiro ficou milionário com as jogadas que fez com Amazonino, ele tinha tara com menores de idade o mesmo está nesse rolo com ADAIL, e o mesmo sumiu da mídia, era para colocarem pra cima dele também, outros que aderiram a mesma moda era Waldery Areosa(pai) e Waldery jr (filho) os mesmos estao foragidos por causa que eles foram arrolados na OPERAÇÃO ESTOCOLMO QUE INVESTIGA PEDOFILOS

Comentários estão suspensos