Governo estima bancada de até 315 na Câmara

Plenário da Câmara dos Deputados (Foto: Agência Câmara)

CLÁUDIO HUMBERTO

O governo anda entusiasmado com a base de apoio na Câmara dos Deputados. Estimativas do PSL colocam a bancada com mais de 305 deputados e até 315, após a adesão do partido ao esforço de reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para presidente. Na transição, bolsonaristas estimavam a bancada em cerca de 290, mas priorizar as chamadas “bancadas transversais” fez crescer as estimativas do governo. Já no Senado o cenário é menos favorável, e o governo ainda não é maioria.

BANCADAS TRANSVERSAIS
As três principais bancadas: agronegócio, evangélicos e empresários estão majoritariamente na base de apoio a Bolsonaro na Câmara.

SEM TOMA LÁ
O apoio de bancadas transversais não custa ao governo como custaria o apoio dos partidos. Esses estão acostumados ao “toma lá, dá cá”.

PARTIDO VS. BANCADA
O PSL, maior partido da base aliada do governo Bolsonaro, tem apenas 52 deputados federais. A bancada do agronegócio tem mais de 200.

DOIS EXTREMOS
Segundo Joice Hasselman (PSL-SP), a reforma da previdência já tem 320 votos entre os deputados eleitos. A oposição fala em metade.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *