Bilionário FNDE, do MEC, virou esconderijo petista.

Servidores do MEC querem olhar mais apurado do governo Bolsonaro a petistas ‘escondidos’no FNDE

CLÁUDIO HUMBERTO

Servidores do MEC, eleitores de Bolsonaro, tentam fazer contato no Planalto. Querem contar que desde a cassação de Dilma há uma grande concentração de petistas no FNDE, o bilionário fundo nacional de educação. Foram ficando e ainda estão lá, pendurados em tetas. O interesse de petistas pelo FNDE tem a ver com o gordo orçamento do órgão, que em 2018 custou cerca de R$6,5 bilhões ao contribuinte.

OLHA O MANÁ
Além do dinheiro farto, o FNDE tem capilaridade, financia Estados e municípios, e distribui recursos para merenda e transporte escolar.

DINHEIRO NA VEIA
Mas poucas coisas atraem mais petistas ao FNDE do que o Programa Dinheiro Direto na Escola. A PF deveria dar uma olhada.

INSTRUMENTO POLÍTICO
Além dos recursos abundantes, o FNDE é utilizado pelos políticos para “prender o rabo” de gestores municipais ávidos por recursos.

BOLSOS A SALVO
O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) acatou posição do conselheiro Gustavo Rocha e barrou regalias do MP de Minas e Piauí, que foram criadas para “compensar” o fim do auxílio-moradia.

ATIVISMO GROSSEIRO
Em Brasília, jornalistas que usam a profissão para fazer ativismo, combinaram pelo Whatsapp que só vão entrevistar a ministra Damares Alves (Direitos Humanos) com homens vestindo rosa e mulheres, azul.

CABELO EM OVO
O noticiário chamou de “desencontro” informações dadas por Jair Bolsonaro sobre a Reforma da Previdência e depois comentadas pelo ministro Onyx Lorenzoni. Mas ninguém disse que Bolsonaro falava sobre os planos dele para até 2022 e não só na reforma deste ano.

SEMPRE CABE MAIS UMc
O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), não guarda ressentimento. Apesar de atacado pelo PT na campanha, convidou um militante do partido, Jean Lima, a presidir a estatal de planejamento Codeplan.

TELEJORNAL EM LIBRASc
A TV Brasil, da EBC, tem o “Repórter Visual”, único telejornal em Libras para 9 milhões de surdos brasileiros. Tudo a ver com a luta da primeira-dama Michele Bolsonaro, como mostrou seu discurso na posse.

PRIVILÉGIO
Além de receberem R$33,7 mil por mês, parlamentares do Congresso ganharam ressarcimento de R$211,2 milhões, entre janeiro e novembro de 2018, em despesas como jantares, consultorias, viagens etc.

INFIDELIDADE LIBERADA
O PCdoB, Rede, Patriota, PHS, PRP, PMN, PTC, PPL e DC não atingiram cláusula de barreira; isso significa que seus 32 deputados federais eleitos podem mudar de partido sem serem punidos.

A CONFERIR
O Sonegômetro, vingança do Sindicato dos Procuradores da Fazenda Nacional contra o Impostômetro, estima em R$ 570,8 bilhões o que o País supostamente perdeu em 2018, com a sonegação de impostos.

PENSANDO BEM…
…no quarto dia, a imprensa determinou que houve “desencontro” do governo Bolsonaro. Será que ele descansa no sétimo dia?

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *