Seleção Brasileira perde primeira com Tite em amistoso contra Argentina

Com chances desperdiçadas por Coutinho, Gabriel Jesus e Willian, Seleção vê jogo ser decidido em blitz ofensiva de Sampaoli e gol de Mercado.  Foi a primeira derrota desde que Tite assumiu a seleção. (Foto: CBF/Divulgação)
Com chances desperdiçadas por Coutinho, Gabriel Jesus e Willian, Seleção vê jogo ser decidido em blitz ofensiva de Sampaoli e gol de Mercado. Foi a primeira derrota desde que Tite assumiu a seleção. (Foto: CBF/Divulgação)

Agência FPF

A Seleção Brasileira conheceu na manhã desta sexta-feira a sua primeira derrota desde que o técnico Tite assumiu o comando da equipe. Em Melbourne, na Austrália, o Brasil perdeu para a Argentina, de Messi, pelo placar de 1 a 0, gol marcado por Mercado, na estreia de Sampaoli pela seleção argentina.

Sob o comando do Brasil, Tite conquistou nove vitória, em nove jogos, além de classificar a equipe para a Copa do Mundo na Rússia, até enfrentar Argentina de Sampaoli.

A recuperação, no entanto, pode vir nesse mesmo estádio, em Melbourne, diante da Austrália, em partida marcada para a próxima terça-feira, também às 7h05.

Apesar do controle de bola do Brasil, a Argentina fez um melhor primeiro tempo e precisou de seis minutos para chegar com perigo ao gol de Weverton. Di María arrancou pela esquerda e mandou na trave. A resposta veio com Willian, que apareceu livre na esquerda, mas invés de chutar tentou o passe para Coutinho. O meia do Liverpool acabou travado por Romero.

A Argentina começou a dominar nos minutos finais e chegou ao gol os 44 minutos. Messi rolou para Di María, que cruzou na medida para Otamendi acertar a trave. Na sobra, Mercado apareceu sozinho para marcar.

No segundo tempo, o domínio foi inteiro brasileiro. Aos 14 minutos, Gabriel Jesus apareceu livre na entrada da área e só parou na defesa de Romero. O ex-Palmeiras, no lance seguinte, chegou a driblar o goleiro argentino, mas chutou na trave. Na sobra, Willian também atingiu o poste.

Após as chances perdidas, a Argentina esfriou o jogo com as muitas substituições. O Brasil também testou peças novas e o duelo acabou ficando equilibrando. A equipe de Sampaoli segurou a de Tite e acabou saindo com a vitória.

Notícias Relacionadas