Kassab dispensa Campos de olho no apoio do PT em São Paulo

CLÁUDIO HUMBERTO

Na expectativa de obter apoio do PT em eventual segundo turno ao governo de São Paulo, o presidente do PSD, Gilberto Kassab, “cortou as asas” do governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB-PE), a quem disse, em conversa reservada, que seu partido deverá apoiar a reeleição da presidenta Dilma em 2014. Kassab quer ser alternativa do PT, caso o partido não consiga emplacar nome ao governo paulista.

Fenômeno isolado – Kassab disse, em roda de correligionários, que acha difícil o PT fazer o candidato ao governo como fez com Fernando Haddad, na prefeitura.

‘Independentes’ – Apesar de o PSD haver indicado Guilherme Afif para ministro de Dilma, a bancada na Câmara bate o pé que o partido não é da base aliada.

Isolado – Campos também enfrenta problema para obter apoio de governadores do PSB como Cid Gomes (CE), Casagrande (ES) e Wilson Martins (PI).

Comprometido – Em Minas, o prefeito de BH, Márcio Lacerda (PSB), foi eleito com a ajuda de Aécio Neves (PSDB), que deverá concorrer contra Campos. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas