Diadema é uma das sete cidades do Grande ABC paulista que terão segundo turno

Fernanda Cruz
Agência Brasil

São Paulo – Inserida na região do Grande ABC – que reúne sete cidades –, Diadema é a 14ª economia do estado e representa a 41ª economia do Brasil, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município paulista terá como candidatos na disputa pela prefeitura, no próximo domingo, o atual prefeito, Mário Reali (PT), e o vereador Lauro Michels (PV). No primeiro turno, Reali liderou a votação com 46,75% (105 mil votos) e Michels teve 41,92% (94 mil votos).

Mário Reali, 55 anos, é arquiteto e urbanista. Em 1989, coordenou a Divisão de Pavimentação da Secretaria de Obras de Diadema. Em 1993, atuou como secretário de Habitação. Depois, elegeu-se duas vezes deputado estadual. Foi eleito prefeito de Diadema, em 2008, e agora busca reeleição.

Lauro Michels, 30 anos, é bacharel em Direito e vereador de Diadema. Além disso, ocupou a função de vice-presidente da Comissão Permanente de Educação, Saúde e Assistência Social e a de vice-presidente da Comissão Permanente de Justiça e Redação da Câmara.

A cidade de Diadema tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 9,9 bilhões, a preços correntes em 2009, segundo o IBGE. A riqueza da cidade está dividida entre o setor de comércio e serviço, que detém R$ 4,7 bilhões, e o setor industrial que contribui com R$ 3,8 bilhões do PIB.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Diadema é 0,83. O índice é calculado em uma escala de 0 a 1 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

Diadema tem uma população estimada de cerca de 390 mil habitantes, de acordo com dados deste ano do IBGE. Estão aptos a votar no município este ano 319,8 mil eleitores. Se considerado o Grande ABC, são cerca de 2,5 milhões de pessoas vivendo na região.

Notícias Relacionadas