Ilha de Giglio vai homenagear vítimas do naufrágio do Costa Concordia

AGÊNCIA ANSA

Grosseto – A Ilha de Giglio se prepara para homenagear as vítimas do naufrágio do navio Costa Concordia seis meses depois da tragédia que deixou 32 mortos.

Na próxima sexta-feira, dia 13 de julho, na igreja de Porto de Giglio os bispos Gugliemo Borghetti e Franco Agostinelli, das dioceses de Dovana-Orbetello e Grosseto, oferecerão uma com a presença dos familiares das 32 vítimas do naufrágio.

No mesmo dia, no Porto de Giglio serão exibidos os coros da igreja e o Ager Consanus, acompanhados da orquestra Puccini di Grosseto.

Um dia depois, no sábado, 14, Elio Vincenzi, marido de Maria Grazia Trecatichi, uma das vítimas, mergulhará junto com o vice-prefeito da cidade, Mario Pellegrini, a 25 metros de profundidade na área do Scole, ponto onde aconteceu o impacto contra as rochas, para fixar uma placa em homenagem aos mortos às vítimas.

No local já estão uma escultura que retrata dois golfinhos e um mergulhador, a estátua de Jesus Cristo do jubileu de 2000, abençoada pelo papa João Paulo II, uma âncora e uma imagem de Nossa Senhora Stella Maris.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas