Avião que caiu em Minas e matou piloto é periciado pela Aeronáutica

O Navajo, prefixo PT-ENG, caiu na Zona Rural de Espinosa (MG). (Foto: Uai/Reprodução)
Técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) estão em Espinosa, na Região Norte de Minas Gerais, para fazer uma perícia no avião, modelo Navajo, prefixo PT-ENG, que caiu na Zona Rural cidade na tarde dessa sexta-feira. O piloto da aeronave, que pertence a empresa Microsurvey Aéreogeofísica e Consultoria Científica, fazia o mapeamento da região quando houve uma falha mecânica. Na queda, o piloto morreu, e outros dois passageiros ficaram feridos.

De acordo com o diretor da empresa, Divino Barbosa, após a perícia, o corpo do piloto, Greenhalgh Marcondes Nunes Lima, vai seguir para Teresina, no Piauí. “Temos que esperar acabar os trabalhos. Porque ninguém pode mexer em nada. Acredito que neste sábado ele não será enterrado”, disse o diretor. Segundo ele, a empresa está dando total apoio aos familiares. O delegado Herivelton Ruas Santana, que investiga o caso, afirmou que o trabalho da Polícia Civil já foi encerrado. “A perícia compareceu ao local na noite de sexta-feira e já fez a retirada do corpo que foi entregue a uma funerária da cidade. Ele está a espera de familiares para ser liberado”, disse.

O acidente aconteceu por volta das 16h de sexta-feira. Os dois sobreviventes da tragédia contaram um motor do avião apresentou problemas mecânicos. O piloto começou a fazer a transferência de combustível para outro tanque, mas desistiu dos procedimentos e resolveu seguir viagem com apenas um motor. “Os meninos me falaram que em poucos minutos o outro equipamento também começou a pipocar e eles tentaram encontrar uma clareira para pousar. Eles até encontraram um local, mas a aeronave foi perdendo altitude e atingiu algumas árvores”, afirma Divino Barbosa.

Os dois passageiros, Laércio Dutra de Lima, de 41 anos e Claudinei Teodoro dos Santos, 43, conseguiram desembarcar. A dupla tentou retirar o piloto, que estava desmaiado, de dentro da aeronave, porém o avião começou a se incendiar, impedindo o resgate. Greenhalgh morreu carbonizado.(Uai)

Notícias Relacionadas