PMDB socorre Roseana Sarney após presídio-açougue

CLÁUDIO HUMBERTO

Sob pressão do senador José Sarney (AP), o PMDB fará ato em apoio à governadora do Maranhão, Roseana Sarney, que está no olho do furacão após massacre no Complexo de Pedrinhas, onde presos foram decapitados em motim. O presidente do partido, Valdir Raupp (RO), e senadores visitarão Roseana na segunda-feira (27) para tentar impedir que ela sofra desgaste semelhante ao de Sérgio Cabral, no Rio.

Tropa unida – Além de Raupp, participarão da visita Eunicio Oliveira (CE), Roberto Requião (PR), Vital do Rêgo (PB), João Alberto e Lobão Filho (MA).

Culpa da imprensa – O PMDB adotará o mesmo discurso do PT sobre o mensalão, atribuindo à imprensa ações para desgastar a família Sarney. (Coluna de Cláudio Humberto)

Leia também:

Notícias Relacionadas