Botafogo derrota o Atlético-MG em jogão de seis gols pela Copa do Brasil

Rio de Janeiro – O Botafogo deu um grande passo para chegar as semifinais da Copa do Brasil 2013. O líder do Campeonato Brasileiro, se impôs no Maracanã e venceu por 4 a 2 o Atlético-MG, campeão da Libertadores no jogo de ida das oitavas de final. A volta será na próxima quarta, no Independência, em Belo Horizonte. Leonardo Silva (contra, após cruzamento de Lodeiro) e Rafael Marques. Marcos Rocha e Guilherme fizeram para o Galo.

O Botafogo agora pode até perder por um gol de diferença na partida de volta que garante a classificação para as quartas de final. Ao Galo resta a missão de vencer por dois gols para buscar a vaga. O vencedor desta série pega o time que passar do confronto entre Flamengo e Cruzeiro.

Sem Seedorf, desgastado pela sequência de jogos, e Elias, que já atuou na Copa do Brasil pelo Resende, o Botafogo teve Alex no comando do ataque. Mais do que a mudança no time, o importante era alterar o foco de competição. A liderança no Campeonato Brasileiro tinha pouca influência no jogo de mata-mata.

Campeão da Libertadores, o Atlético-MG começou assustando. Logo aos 3, Fernandinho saiu driblando, invadiu a área e bateu rasteiro, rente à trave. Em outra oportunidade, aos 12 Luan dividiu com Gilberto, finalizou, a bola tocou no lateral e saiu, com perigo.

A velocidade do rival teve êxito em um contra-ataque aos 20. Após escanteio para o Botafogo, na volta Ronaldinho Gaúcho colocou Marcos Rocha em boas condições para abrir o placar, sem chance para Jefferson.

A desvantagem poderia fazer mal ao Botafogo, mas o efeito foi contrário. O time alvinegro cresceu e passou a mostrar seu jogo. Quando Vitinho apareceu no meio para criar e desnortear o adversário, Alex ajeitou e Lodeiro bateu cruzado, em curva, com categoria, para empatar, aos 29.

A virada poderia ter saído logo em seguida. Em boa jogada ofensiva, Vitinho colocou, de fora da área, rente à trave. O Atlético-MG ainda incomodaria em finalizações de Ronaldinho Gaúcho e Fernandinho, mas maiores emoções estavam guardadas para o segundo tempo.

Logo com 3 minutos, veio o segundo gol do Glorioso. Vitinho, novamente, clareou a jogada, com bela inversão para Lodeiro. O uruguaio entortou seu marcador e cruzou rasteiro. Leonardo Silva, na tentativa de cortar, mandou contra o próprio gol. Botafogo 2 x 1 Atlético-MG!

O que já era bom ficou ainda melhor aos 10. Em tabela de Vitinho e Alex, a bola ficou limpa para Rafael Marques arriscar de fora da área, a bola desviar e entrar, sem chances para Victor. Botafogo 3 x 1 Atlético-MG!

O adversário não conseguia responder, parando na bem postada defesa do Botafogo. E quase saiu o quarto em belíssima jogada ensaiada. Lodeiro tocou rasteiro, Dória fez corta-luz, Alex ajeitou e Rafael Marques ficou livre. O atacante dominou e tentou tocar para trás, mas Victor conseguiu abafar. Na sequência do lance, Lodeiro teve chance pela esquerda e bateu forte, por cima, aos 23.

Embora o Atlético tenha esboçado uma pressão, com alterações ofensivas e muitos cruzamentos, pouco foi capaz de criar. E o Botafogo, inteligente, ainda queria mais. Oswaldo de Oliveira colocou Henrique, atacante que foi decisivo ao roubar bola no ataque, que sobrou para Vitinho, aos 39, mandar para a rede de fora da área. No fim, Guilherme desconto

Notícias Relacionadas