Menina de 15 anos conta como fugiu de cativeiro em São Paulo

A estudante Clara Alves Campos, de 15 anos, saía de casa com a mãe para ir ao colégio por volta das 7h desta terça-feira (18) quando as duas foram abordadas por quatro homens armados e encapuzados que cercaram o carro das duas em outro veículo.
Um dia após conseguir fugir do cativeiro onde era mantida por sequestradores e voltar para casa, em Cássia (MG), a estudante Clara Alves Campos, de 15 anos, falou pela primeira vez sobre o caso que chocou a cidade de pouco mais de 17 mil habitantes no Sul de Minas. A menina ficou cerca de 30 horas sob o poder dos criminosos.

A menina recebeu os amigos e mais calma, falou sobre os momentos que passou no cativeiro. A jovem disse que não viu o rosto de ninguém e que não foi maltratada durante o sequestro. “Me deram comida, eu dormi em uma cama, eu não vi nada, fiquei o tempo todo tampada e eles também, o tempo todo encapuzados”, disse a menina.

O dinheiro do resgate não foi pago. A menina conseguiu se soltar em um momento de distração, ao ser levada para fora do cativeiro. Ela escapou e pegou uma carona até a delegacia de Patrocínio Paulista (SP). “Eles me deixaram sozinha em uma mata, amarrada em uma árvore. Eu consegui me soltar porque meu braço estava suando muito. Saí de lá, tinha uma estradinha de terra e vi uma rodovia. Fui pra lá e pedi carona para a cidade mais próxima”, contou.(G1 Minas)

Notícias Relacionadas