Chuvas deixam 160 mil sem energia em Porto Alegre

André Richter
AGÊNCIA BRASIL

energiaO serviço de meteorologia da prefeitura de Porto Alegre disse hoje que os estragos causados pelo forte temporal que atingiu a capital gaúcha na noite de ontem (29) equivalem aos danos de um furacão de categoria 1.

O temporal provocou queda de árvores, alagamentos e destelhamento de escolas. De acordo com a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) do Rio Grande do Sul, cerca de 340 mil consumidores ficaram sem energia no estado, 90% deles em Porto Alegre.

Os ventos chegaram a 119,5 quilômetros por hora (km/h).

De acordo com balanço divulgado hoje à noite pelo vice-prefeito Sebastião Melo, cerca de 160 mil casas continuam sem luz. Segundo ele, a prioridade das equipes que atuam para reparar os estragos é restabelecer o abastecimento de água e o fornecimento energia elétrica para hospitais que estão operando por meio de geradores, além da religação de 40 semáforos que continuam apagados na cidade.

O Corpo de Bombeiros informou que o número de emergência 193 foi afetado pela ruptura de cabos e não está funcionando. Assim, a corporação recomenda que os cidadãos liguem para o número 156, da prefeitura, para pedir ajuda, mas somente em casos de emergência, como incêndio, desabamentos e acidentes de trânsito, para não congestionar as linhas.

Amanhã (31), deve voltar a chover forte em Porto Alegre . A temperatura mínima deve ficar em 20°C e a máxima, 26°C.

Notícias Relacionadas