José Dirceu diz que está proibido por advogado de falar sobre o mensalão

O ex-ministro José Dirceu participou da mesa de debates do 14ë Congresso Estadual da Cut, (Central Única dos Trabalhadores), na noite desta sexta-feira (1).

Dirceu discursou durante mais de trinta minutos para um auditório lotado de sindicalistas. Ao final, disse que não falaria nada sobre o julgamento do mensalão, assunto que todos estavam esperando, como ele mesmo definiu.

“Não vou falar do meu processo e nem do julgamento (referindo-se ao julgamento do STF sobre o mensalão) porque foi a ordem que recebi dos meus advogados”, declarou Dirceu.

Perguntado se tinha conhecimento da conversa entre o ex-presidente Lula e o ministro do STF Gilmar Mendes, em que segundo a revista “Veja”, Lula tentou pressionar o ministro para adiar o julgamento do mensalão, Dirceu reafirmou que estava proibido por seu advogado de dar qualquer declaração.

Assim como no discurso do ex-ministro, Lula foi citado e elogiado diversas vezes durante as oratórias de líderes da CUT, do senador Lindberg Farias (PT-RJ) e da deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ), também presentes à mesa. (Márcio Menasce, Folha Online)

Notícias Relacionadas