Jornal da Mídia - Notícias em Cima da Hora  

CapaClassificados Recomende o JM Fale ConoscoAnuncie Aqui
Sábado, 25 de Outubro de 2014    H
Publique nosso noticiário em seu site como se ele fosse seu. É grátis e fácil!!!











Um produto da
Texto Pronto Comunicação

:: Bahia ::
Polícia
Assassinos de comerciante em Pojuca são apresentados
Quarta-feira, 30/08/2006 - 18:08

Salvador - Adriano Jorge Caldas Sá Barreto (Adriano Gordo) e Valtércio da Luz Leite (Val), acusados do assassinato do comerciante Vicente Freire Marins (Bida) – crime ocorrido em 31 de março no município de Pojuca – foram apresentados à imprensa hoje (30), na sede da Polícia Civil, na Praça da Piedade. Capturado anteontem (28) no bairro do Garcia por policiais da 1ª Delegacia, Valtércio admitiu o homicídio, praticado segundo ele com o comparsa Adriano Gordo que trabalhava para a vítima e estava preso em Pojuca por tráfico de drogas.

O crime foi elucidado através de um trabalho conjunto da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia (2ª Coorpin), da 1ª Delegacia em Salvador e da Delegacia de Pojuca, com o apoio do Ministério Público e da Justiça. No início da noite de segunda-feira os homicidas levaram os policiais civis até um matagal a dois quilômetros e meio do entroncamento de Inhambupe, onde o corpo da vítima havia sido abandonado com uma perfuração na nuca.

Os acusados declararam à polícia que o comerciante foi abordado na porta de casa, em Pojuca, e obrigado a revelar a senha de uma conta corrente. Após obterem o código secreto, levaram o comerciante até um local ermo, onde o asfixiaram com um saco plástico e, em seguida, o executaram a tiros. Eles efetuaram três saques na conta da vítima e compraram um aparelho de karaokê e um relógio.

Segundo o coordenador regional de Alagoinhas, delegado Celso Bezerra, Adriano Gordo e Valtércio foram autuados por homicídio qualificado e ocultação de cadáver e estão à disposição da Justiça Criminal de Pojuca. As diligências prosseguem no sentido de localizar quem teria fornecido o revólver para a prática do crime – um policial militar de prenome Adaílton, apontado pelos acusados. O delegado titular de Pojuca, Edílson Magalhães Alves, e o titular da 1ª CP em Salvador, delegado Joelson Reis, conduziram as operações para elucidação do crime.

| Próxima Notícia >>

Leia Também


JM EXPRESS - Receba gratuitamente nosso boletim diário via email
Primeiro Nome:
Profissão:
E-Mail:
Assinar  
Cancelar  
Confirme o cadastramento respondendo ao email que você receberá.

<< Voltar Voltar   Recomende o JM Recomendar o JM   Imprimir Página Imprimir Página  

BLOG DO JM

ALÔ BAHIA

:: Plantão


:: Enquete
A enquete está temporariamente fora do ar para manutenção.
Desculpe-nos pelo transtorno.

Esta enquete não tem valor científico e não representa a opinião do Jornal da Mídia


CapaClassificados Recomende o JM Fale ConoscoAnuncie Aqui

Copyright 2001-2011 Jornal da Mídia. Todos os direitos reservados.