Jornal da Mídia - Notícias em Cima da Hora  

CapaClassificados Recomende o JM Fale ConoscoAnuncie Aqui
Sexta-feira, 25 de Julho de 2014    H
Publique nosso noticiário em seu site como se ele fosse seu. É grátis e fácil!!!











Um produto da
Texto Pronto Comunicação

:: Alô Bahia ::

<< Página Anterior Há nesta página 50 notas de um total de 178 Próxima Página >>

Marcos Medrado vai às urnas, garante o PDT
• Por Luís Augusto GomesQuinta-feira, 22/03/2012 - 09:50
O presidente regional do PDT, Alexandre Brust, reclama da exclusão do deputado Marcos Medrado da lista de candidatos consolidados a prefeito de Salvador dentro da base governista.

A candidatura de Medrado, disse Brust, obedece a uma resolução da convenção nacional do PDT para a disputa de prefeituras em todas as cidade onde a eleição seja em dois turnos.

“Nós fomos os primeiros a dizer isso ao governador, em outubro de 2010, logo após a reeleição de Wagner, quando o presidente Carlos Lupi teve um encontro com ele no aeroporto de Salvador”, recordou.

Outras candidaturas tidas como irreversíveis são a da deputada Alice Portugal (PCdoB) e as dos deputados João Leão (PP) e Márcio Marinho (PRB). Ou seja, esse lado do problema continua sendo motivo de preocupação do deputado Nelson Pelegrino, candidato do PT. (Por Escrito)


• 



JH não consegue abrir vaga na Câmara para Sérgio Carneiro
• Por Cláudio HumbertoQuinta-feira, 22/03/2012 - 08:23
Com sua gestão muito mal avaliada, o prefeito de Salvador, João Henrique, enfrenta dificuldades para convencer algum deputado federal a assumir secretaria na prefeitura. O prefeito tenta a todo custo abrir vaga para seu irmão na Câmara, o suplente Sérgio Barradas Carneiro. (Coluna de Cláudio Humberto)


• 



Substituto de Martins na Sefaz sai até o dia 30
Quarta-feira, 21/03/2012 - 08:51
Quem ocupa cargo público e pretende disputar as eleições de outubro tem até o dia 7 de abril, exatos seis meses antes do pleito, para se desincompatibilizar. É caso do secretário Carlos Martins (Fazenda).

Wagner promete anunciar o substituto até o dia 30, e Martins enfim vai poder fincar pé em Candeias, onde é candidato a prefeito. Aliás, ele já tem ido muito lá. E admite: a aniversário de boneca nunca foi, mas a campeonato de dominó, já. (Tempo Presente)


• 



Plano para reforma de aeroportos da Bahia prevê investimento de R$ 150 milhões
Quarta-feira, 21/03/2012 - 08:48
O governo do estado apresentou ontem aos representantes municipais, profissionais e empresários do transporte aéreo, o Plano de Desenvolvimento Aeroportuário da Bahia, em seminário realizado no auditório da Secretaria da Agricultura. O investimento previsto é de R$ 150 milhões, com recursos públicos e privados.

Segundo o chefe de gabinete da Seinfra, Marcus Cavalcanti, o plano pretende estruturar uma rede de aeroportos e pistas de pouso que chegue a todo o estado e atenda ao crescimento da demanda por voos regionais, que foi de 40% nos últimos anos.

Entre as prioridades, estão o aeroporto de Vitória da Conquista, a ampliação do equipamento de Barreiras e a concessão do aeroporto de Feira de Santana, que deve acontecer em abril e por onde devem passar oito mil passageiros até o segundo ano de funcionamento.


• 



Maternidades baianas em situação caótica, denunciam médicos.
Quarta-feira, 21/03/2012 - 08:44
Somente este ano, cinco fetos morreram em decorrência da peregrinação de gestantes por falta de vagas nas maternidades baianas – Tsylla Balbino, Albert Sabin (dois em cada uma) e em Feira de Santana. Os óbitos aconteceram num intervalo de 45 dias. A causa do problema é, principalmente, a falta de vagas, segundo o obstetra Peterson Ferraz Sales.

De acordo com Sales, o Ministério da Saúde identifica a falta de vagas como principal causa da morte fetal. Por não concordar com o quadro de parturientes acomodadas em macas devido a ausência de leitos, Sales lançou mão das redes sociais para tornarem públicas as dificuldades que ele e seus colegas enfrentam na rotina de maternidades baianas, como no dia 26 de fevereiro, quando, relata ele, encontrou o Hospital Roberto Santos sem luz ao chegar para trabalhar.

No começo do mês, o médico criou no Facebook o grupo Rosa (Reunião de Obstetras de Salvador). Aberta, a comunidade foi iniciada com cerca de 30 médicos e já conta com 213.

“Plantão caótico na Maternidade Albert Sabin.. Sem vagas, sem auxiliar de enfermagem, muito trabalho, pouca compreensão da população! Aonde vamos parar? Médicos estão sendo agredidos por falta de vagas!! Acabamos de ser ameaçadas por uma acompanhante. Como trabalhar assim? Cansada disso tudo!! Estamos com medo!!”, afirmou a médica Priscila Bloisi, uma das integrantes do Rosa. (A Tarde)


• 



Municípios agonizam com a seca e cobram rapidez do governo
Quarta-feira, 21/03/2012 - 08:43
“O povo está gritando, pedindo água todos os dias em nossa porta”. O relato da prefeita de Mortugaba, Rita de Cássia Cerqueira, cobrando ações mais céleres do governo do Estado e do governo federal, retrata bem a situação de 104 municípios baianos que declararam estado de emergência por conta da seca.

Ontem, reuniram-se na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), 87 prefeitos e representantes de outras 20 cidades que sofrem com a falta de chuva. O secretário estadual de Relações Institucional, Cezar Lisboa, lembrou que pouco mais de 50% da zona rural baiana possui “pontos de água confiável”.

Ele apontou que, no início da atual administração, o índice era de 32%. Cezar Lisboa disse que o governo vai investir R$ 4,5 bilhões no Água para Todos. (A Tarde)


• 



Sandro Régis quer saber o que o governo forá com empréstimo
Quarta-feira, 21/03/2012 - 07:10
O deputado Sandro Régis criticou o pedido do Estado para contrair empréstimo de US$700 milhões junto ao Banco Mundial (Bird). “Não é possível que o governo, recordista em tomar dinheiro emprestado, queira mais e não diga para onde vai o dinheiro.

A oposição irá discutir e debater o projeto nesta Casa até a exaustão”. Regis disse ainda que alguns deputados vão dar o voto a favor do empréstimo, “sem sequer saber de que forma esse dinheiro será aplicado em benefício do povo da Bahia”. (Raio Laser)


• 



Depois de perder ministério, PT da Bahia corre atrás de cargos
Quarta-feira, 21/03/2012 - 07:02
Com a perda de representantes no primeiro escalão do governo Dilma Rousseff (PT), lideranças baianas do Partido dos Trabalhadores (PT) intensificam ainda mais, a partir de agora, a corrida na articulação para a distribuição dos cargos federais, vitais para a Bahia e o Nordeste.

O presidente estadual do PT, Jonas Paulo, disse ontem, durante entrevista no evento do PSD em Salvador, que ele, o senador Walter Pinheiro (PT) e o deputado federal Nelson Pelegrino (PT), líder da bancada federal baiana, vão a Brasília na Secretaria de Relações Institucionais, na próxima semana, discutir a questão. Jonas Paulo lembrou ainda que os espaços federais serão debatidos em Fórum a ser realizado no dia 29.

“Estamos discutindo os órgãos federais de desenvolvimento, como Sudene, Codevasf, BNB, Denocs e Valec, que não passaram por acomodação ainda. O BNB está parcialmente resolvido. Esse está com a Bahia, não com o PT, mas com um técnico da Bahia que é o diretor de negócios, o companheiro Paulo César Ferraro. Agora nós queremos a Chesf”, afirmou.


Jonas disse ainda que é possível buscar mais espaços no alto escalão, após as eleições municipais, porém no momento a questão deve ser apenas debatida no Fórum que será coordenado por ele. Nessa ocasião, Jonas e demais dirigentes petistas no Nordeste vão debater com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, a tentativa de ampliação de representatividades da região. (Liliam Machado, Tribuna)


• 



João Henrique pressiona vereadores e Sandoval perde cargos
• Por Redação do JORNAL DA MÍDIATerça-feira, 20/03/2012 - 22:50
Foto
João Henrique pressiona vereadores. Geddel Vieira Lima diz que tem clínicas ligadas a vereadores que podem perder credenciamentos.
O vereador Sandoval Guimarão (PMDB), presidente da Comissão de Finanças da Câmara, já estaria sofrendo represália do prefeito João Henrique. Sandoval é o responsável pelo parecer sobre o relatório do Tribunal de Contas dos Municípios que opina pela rejeição das contas da gestão do prefeito no ano de 2010. O vereador prometeu divulgar seu parecer nesta quarta-feira (21).

Antes disso, porém, a turma de João Henrique entrou em ação, anunciando a exoneração de quatro coordenadores de postos de saúde indicados por Sandoval. Além disso, a prefeitura teria anulado um convênio entre o município e uma clínica médica com sede em Paripe, no Subúrbio Ferroviário, da qual o peemedebista é um dos sócios.

Em seu Twitter, o ex-deputado Geddel Vieira Lima deixou mensagem chamando a atenção da imprensa. "Tem clinica sendo ameaçada de perder credenciamento se vereadores com algum vinculo votarem a favor da rejeição das contas de João Henrique".

Em outro poster na rede, Geddel comentou: "Tenho certeza que virá um parecer de acordo com os desejos da sociedade. Sandoval é serio. Ouvi dizer que JH tá ameaçando vereadores, um caso concreto e boto a boca no trombone. Quem passou a vida traindo, termina pagando preços''.

O presidente estadual do PMDB, Lúcio Vieira Lima, garante que o partido não interferiu na composição do relatório de Sandoval Guimarães, que, segundo informações que circularam hoje na Câmara, seria pela rejeição das contas de João Henrique. Lúcio disse não acreditar que o correligionário vai ceder a qualquer tipo de pressão..


• 



PSD anuncia apoio ao PT na eleição em Salvador
Terça-feira, 20/03/2012 - 16:16
Com as presenças do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e do vice-governador paulista, Guilherme Afif Domingos, o PSD anunciou, na manhã desta terça-feira, em Salvador, apoio oficial do partido à candidatura do petista Nelson Pellegrino à prefeitura da cidade. A sigla é a primeira a formalizar o acordo com o PT para a disputa.

O evento nacional, que marcou também o primeiro aniversário da sigla de Kassab, contou com a presença do governador baiano, Jaques Wagner (PT), que tem como vice o presidente estadual do PSD, Otto Alencar.

De acordo com o governador, não há conflito entre o apoio do PSD ao PT em Salvador e o possível acordo da sigla com o PSDB em São Paulo - partido do governador Geraldo Alckmin, que tem Afif Domingos como vice e pode ter o ex-governador José Serra como candidato. "A arte da política é juntar diferentes", disse Wagner. "Quem quer fazer política não pode fazer com o fígado."

Kassab não só celebrou o acordo de seu partido com o PT para a candidatura de Pellegrino - de quem disse "apoiar as ideias" -, como projetou a possível aliança entre os partidos na Bahia para as eleições de 2014. "Temos uma aliança na Bahia, liderada pelo governador Jaques Wagner, que vai, junto com Otto, pensar 2014", afirmou. (Tiago Décimo, no Estadão)


• 



PSD de Otto Alencar faz festa para Pelegrino
Terça-feira, 20/03/2012 - 09:16
O PSD do secretário e vice-governador Otto Alencar bate o martelo e entra de vez na campanha de Nelson Pelegrino (PT) à Prefeitura de Salvador. Em evento que começou às 9h desta terça-feira (20), Gran Hotel Stella Maris, Otto e o deputado estadual Alan Sanches, presidente do diretório municipal do partido, querem fazer uma grande festa.

No local, acontece o encontro “PSD – União Geral pelo Avanço Social Democrático”, que reunirá o governador Jaques Wagner (PT), o líder nacional da legenda, Gilberto Kassab (prefeito de São Paulo), assim como do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos.

Os comentários entre lideranças do PT e do PSD é de que Alan Sanches deve ser o vice na chapa de Pelegrino.

Alan Sanches nega qualquer conversa neste sentido.


• 



Wagner ouve queixas de deputados contra secretários
Terça-feira, 20/03/2012 - 09:07
Na primeira reunião deste ano, com o governador Jaques Wagner (PT), um café da manhã ontem no Hotel Deville (Itapuã), os 44 deputados da base estadual reclamaram do secretariado de governo, que segundo eles, não atende os parlamentares.

De quebra, cobraram a continuidade das pequenas e médias obras paradas ou previstas nas regiões onde têm suas bases de apoio sobretudo num ano de eleições municipais. Muitas intervenções dependem do aval de secretarias. São poços artesianos, asfaltamento, praças, quadras, esperando serem construídas.

O secretário de Relações Institucionais, Cezar Lisboa, único gestor a participar da reunião com os deputados, disse que “o governador anotou (a queixa em relação aos secretários) como algo que estará tratando na reunião com todo o secretariado”, que acontece em abril. Quatro deputados entrevistados e que preferem não se identificar, afirmam que a reclamação é geral. “Tirando (Manoel) Vitório, Otto (Alencar) e Solla (Jorge) o resto só faz política partidária”, acusou um deles. (A Tarde)


• 



Brust lembra ACM e diz: 'A oposição só se une em velório'.
Terça-feira, 20/03/2012 - 09:02
O presidente estadual do PDT e diretor da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), Alexandre Brust, disse que não acredita na união das oposições na eleição para a Prefeitura de Salvador. Ele até adotou uma antiga frase do ex-governador Antonio Carlos Magalhães para responder quando questionado sobre o assunto:

"A oposição só se une em velório".

Para quem aposta no apoio do PDT à candidatura de Nelson Pelegrino já no primeiro turno, Brust avisa que não existe esta possibilidade:

"O PDT definiu-se pela pré-candidatura do deputado federal Márcio Medrado à Prefeitura de Salvador".

B.E: O PDT apoia a candidatura de Nelson Pelegrino?
A.B: Não no primeiro turno, por enquanto o PDT definiu-se pela pré-candidatura do Deputado Federal Márcio Medrado à Prefeitura de Salvador.


• 



Dizem que Wagner estaria uma 'arara' com vereadores aliados
Terça-feira, 20/03/2012 - 08:42
O vereador Alcindo da Anunciação, filiado no ano passado ao PT, deixou seus colegas de partido em várias instâncias, inclusive no plano estadual, na maior das saias justas, depois que se prontificou a redigir uma nota de repúdio contra a presidente Dilma Rousseff por causa do desprestígio com que a Bahia vem sendo tratada.

Esqueceram de dizer a Alcindo que o governador Jaques Wagner está uma arara com o assunto e não quer ver os aliados, ainda mais petistas, provocando mais marola. (Raio Laser)


• 



Relatório sobre rejeição das contas de João Henrique será apresentado quarta-feira
Segunda-feira, 19/03/2012 - 22:24
O vereador Sandoval Guimarães (PMDB) apresenta na manhã desta quarta-feira (21), o parecer sobre o relatório do Tribunal de Contas dos Municípios que opina pela rejeição das contas da gestão João Henrique (PP) no ano de 2010.

A apresentação, inicialmente restrita aos vereadores que compôem a Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara Municipal de Salvador (CMS) acontecerá no plenário Cosme de Faria, às 10h, e outros vereadores - além desses - poderão ter acesso ao parecer que será amplamente divulgado à imprensa tão logo encerre-se a avaliação da referida comissão ainda pela manhã.


• 



TWB vai colocar todos os ferries para funcionar ou não?
• Por Redação do JORNAL DA MÍDIASegunda-feira, 19/03/2012 - 16:52
Foi-se Eva Chiavon para Brasília. Foi-se Cândido Vaccarezza para o espaço. E a TWB vai colocar todos os ferries para funcionar ou não vai? Está esperando o quê? Mais dinheiro público?


• 



A oposição diante da calculadora
• Por Luís Augusto GomesSegunda-feira, 19/03/2012 - 15:34
Não há dúvida de que uma chapa com os deputados Antonio Imbassahy e ACM Neto à Prefeitura de Salvador seria de alta respeitabilidade, embora o mais plausível é que Neto estivesse na cabeça, por sua posição nas “pesquisas internas”, que é, consensualmente, de liderança.

Entretanto, Imbassahy já deixou claro que não trocará o mandato pela condição de vice-prefeito. Neto, presume-se, como “líder da oposição”, jamais poderá ter o apoio de Geddel Vieira Lima, ao contrário de Imbassahy, que, mesmo sendo de oposição, pelo menos não é o líder.

Forma-se um problema interessante no horizonte. A questão é saber: os partidos serão minuendo, subtraendo e resto ou as parcelas de uma soma? E ainda: serão os fatores que levarão a um bom produto ou apenas a mais uma divisão?

Chance zero - Já Maurício Trindade (PR) vice de Nelson Pelegrino (PT), por mais governista que ele seja, não vai dar de jeito nenhum. (Por Escrito)


• 



''Quando Wagner não está voando, está fazendo cera'', diz deputado
• Por Luís Augusto GomesSegunda-feira, 19/03/2012 - 12:38
Foto
O deputado Targino Machado (PSC) está sem voz na mídia. Também, dizendo que "na Bahia instalou-se um governo preguiçoso, com um governador que somente quer viajar (...) um governador abelha: quando não está voando, está fazendo cera", o que é que ele queria?

O motivo de mais esse aborrecimento do parlamentar foi recente viagem ao Nordeste, onde, passando por "vários Estados", verificou a “perda de prestígio e investimentos” pela Bahia.

Retornando pela BR-101, passou pelas obras de duplicação em Pernambuco e Sergipe, com a construção de obras-de-arte. A decepção foi no território baiano: "Não vi nenhuma placa comunicando aos incautos viajantes que saímos de Sergipe e entramos no Estado. Pudemos testemunhar o desaparecimento de obras e investimentos". (Por Escrito)


• 



Lúcio Vieira Lima ofende o Vitória e é chamado de 'deputado ladrão'
• Por Redação do JORNAL DA MÍDIASegunda-feira, 19/03/2012 - 12:03
Dono de uma atuação considerada por jornalistas políticos e colegas como pífia na Câmara Federal, o deputado Lúcio Vieira Lima usou o seu Twitter ontem para tentar denegrir a imagem do Esporte Clube Vitória, chamando o estádio Manoel Barradas de "lixão''.

O comentário foi feito logo após o fim do jogo no Barradão, em que o time rubro-negro venceu o tradicional rival por 3 a 2.

Foto
Márcio Martins (esquerda) garante que as denúncias contra o afilhado de Lúcio Vieira Lima, o prefeito Deraldino Alves, de Ipiaú, são graves. "Coisa para sair algemado de lá. Quero ver quantos vão aparecer do lado dele".


Em uma mensagem dirigida ao presidente do Bahia, Marcelo Guimarães Filho, Lúcio disse que estava estranhando a ausência do ''presidente'' no Twitter e disse que devia ser porque no ''lixão'' não se tem acesso à internet.

Revoltados com a postura nada recomendada para um deputado, muitos torcedores ligaram para a rádio Itapoan FM, onde a notícia foi divulgada pelo repórter Márcio Martins, que condenou Lúcio.

Resultado: teve torcedor que desceu ao nível de Lúcio Vieira Lima e, ao vivo, chamou o deputado de ladrão para rimar com lixão. "Você é um deputado ladrão, Lúcio", reagiu um irritado rubro-negro.

E o pior é que no Twitter, posteriormente, Lúcio responsabilizou o repórter Márcio Martins por tudo.

"Vocês (os torcedores) foram induzidos pelo comentarista Márcio Martins, que tem problema político comigo em Ipiaú", disse o deputado, tentando justificar a grosseria cometida.

"Você devia pedir desculpas ao torcedor do Vitória, que tem muito orgulho do Barradão, que você chamou de lixão'', retrucou Márcio Martins, que é torcedor declarado do Bahia, mas que tem um elevado conceito junto aos rubro-negros.

Foto
Afilhado político dos irmãos Geddel e Lúcio, o prefeito de Ipiaú, Deraldino Alves, praticou diversas irregularidades nas contas públicas, segundo o TCM.
A ''briga política'' que Lúcio diz ter com Márcio Martins é por conta do prefeito de Ipiaú, Deraldino Alves de Araújo (PMDB), dono de um verdadeiro cartel de irregularidades na gestão do município, segundo o Tribunal de Contas dos Municípios. Afilhado de Lúcio e de Geddel Vieira Lima, Deraldino já foi multado diversas vezes pelo TCM, inclusive por comprar caixões de defunto e contratar serviços funerários sem licitação pública.

>Contra ele pesa também, segundo Márcio Martins, a compra de R$ 43 mil em tempero na conta da prefeitura de Ipiaú. As contas de Deraldino foram rejeitadas pela Câmara Municipal e pelo TCM.

Em seu Twitter, Márcio Martins mandou Lúcio Vieira Lima aguardar uma matéria que, segundo disse, será divulgada no " Bocão", mostrando o mar de lama em que estaria envolvido o pupilo da família Vieira Lima em Ipiaú.

"O Bocão está perto de mostrar imagens do ladrão ipiauense. Coisa para sair algemado de lá", disparou Martins, acrescentando: "Quero ver quantos vão aparecer do lado dele", alfinetou.


• 



Por culpa de Wagner, Dilma perdeu Déda
Segunda-feira, 19/03/2012 - 10:10
Fidelidade vermelha - Os governadores, realmente, andam à flor da pele.

Vejam esta do Jaques Wagner à Dilma, depois da viagem à Alemanha:

— Nunca mais viajo com a senhora, presidenta!

E Dilma, estupefata:

— Por quê?

— A senhora desconta depois as minhas milhas demitindo os ministros da Bahia

Por ciúmes - Mal sabe Jaques que, exatamente por causa desse seu prestígio com Dilma, é que ela perdeu o amigo que considerava o mais lindo de todos.

Déda não liga, não escreve e não manda recados. Simplesmente sumiu. (Jorge Bastos Moreno, em O Globo)


• 



Sem acordo na Bahia, DEM não fecha com o PSDB em São Paulo
Segunda-feira, 19/03/2012 - 10:03
Pré-candidato do DEM à Prefeitura de Salvador, ACM Neto esteve com Serra para tratar da intrincada negociação para que o PSDB se alie ao seu partido na capital baiana

Dirigentes "demos" subiram o tom e passaram a dizer que, sem acordo na Bahia, é improvável que o partido feche acordo com os tucanos em São Paulo. Nesse cenário, a dupla aliança com o PMDB seria prioritária. (Folha de S. Paulo)


• 



Polícia procura seis veradores envolvidos em esquema de corrupção
Segunda-feira, 19/03/2012 - 09:58
Já são considerados foragidos pela Polícia Civil e pelo Ministério Público Estadual (MPE) de Mucuri, no extremo sul baiano, seis dos oito ex-vereadores envolvidos num esquema de corrupção descoberto em dezembro de 2011. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) acatou quinta-feira recurso do MPE contra a soltura dos exparlamentares, dada há cerca de dois meses pelo desembargador Luiz Fernando Lima, que reviu decisão.

A Polícia Civil, com apoio da Companhia de Ação Especializada em Mata Atlântica (Caema) e o 13º Batalhão da Polícia Militar, iniciou as buscas aos ex-vereadores no final da tarde desta sexta-feira, indo na casa de cada um deles. Até a noite de ontem, informou o delegado de Mucuri, Sanei Simões, ninguém havia sido ainda localizado. “Para a Civil eles são considerados foragidos”, diz o delegado, informando que o patrulhamento nas rodovias foi intensificado. Tiveram prisão decretada Carlos Gonçalves, o “Tazinho”; Gisele Gazzinelli; Roberto Bastos, o “Nicó”; Márcio Machado, “Marcinho da Divisa”; Roberto Alves, o “Professor Roberto”; e Wilson Pereira Cabral, o “Wilson da Pinheiro Móveis”.

Eles haviam sido presos juntos com outros três empresários, um deles também vereador emNova Viçosa, durante a Operação Caribe, em 22 de dezembro de 2011. Todos são acusados pelo MPE de corrupção ativa e passiva. Depoimentos dos acusados, gravações em vídeo e documentos e dinheiro apreendidos apontam que os vereadores receberam propina para aprovar na Câmara projeto de interesse dos empresários .(A Tarde)


• 



Wagner diz que não tem vaga para deputados suplentes
Segunda-feira, 19/03/2012 - 09:56
“Não temos vagas”. Se o Poder Executivo baiano fosse empresa estaria operando com este aviso. Em entrevista ao jornal A Tarde. E, o governador manda recado aos que perderam o mandato com a volta dos titulares (demitidos pelo governo Dilma) ao parlamento.

“Suplentes são suplentes”. filosofa Wagner, e dá exemplos: “Acho Emiliano José um belo deputado e Sergio Carneiro faz belíssimo trabalho no CPC (Código de Processo Civil), mas não posso garantir que a gente vai realocar os dois”. (Tempo Presente)


• 



PMDB pode ser o impasse para união das oposições, diz Jutahy
Segunda-feira, 19/03/2012 - 07:55
Liderança do PSDB baiano, o deputado federal Jutahy Magalhães sinaliza que tem sido um dos conciliadores na busca pela união das siglas oposicionistas no Estado. No entanto, deixa claro que o atual contexto político do PMDB, aliado em âmbito nacional com o governo do PT, tem sido o principal impasse para a concretização do projeto. “Essa é a principal dificuldade de nos coligarmos e termos uma aliança já no primeiro turno”, disse.

Em entrevista à Tribuna, Jutahy considera os peemedebistas essenciais para o grupo oposicionista no Estado, e classifica como remota uma reaproximação da sigla com os governistas estaduais. Segundo ele, as lideranças do PSDB, PMDB, DEM e PR devem buscar até o último momento se unirem no intuito de enfrentarem a hegemonia do PT.

Ele fez duras críticas ao partido ao dizer que o PT “se comporta como um exército de ocupação nas estruturas governamentais”, além de tentar censurar a atuação da imprensa. Por fim, Jutahy dispara contra a gestão de Salvador: “João Henrique é o mais desastroso prefeito que a cidade de Salvador já teve”.


• 



Precisa-se de representantes
• Por Luís Augusto GomesDomingo, 18/03/2012 - 09:50
Político que espera a repercussão de um fato para tomar uma posição merece mais a qualificação de oportunista do que de representante do povo.

Parlamentares são pessoas a que o eleitor-contribuinte deu mandatos para que defendam legitimamente seus interesses, não para que construam carreiras à sombra da pusilanimidade.

Por isso, é repulsivo ouvir deputados e senadores governistas baianos dizendo que “a presidente tem de manter o equilíbrio federativo” ou que “é preciso, sim, que a Bahia e o Nordeste estejam representados no Ministério”.

Tudo isso sete dias depois da queda do ministro Afonso Florence, numa reação que, além de tardia, é tímida. E que pouco efeito terá, mesmo porque o PT, o PSB e o PCdoB da Bahia continuarão garantindo seu amém a tudo. (Por Escrito)


• 



Falência ameaça 90% dos municípios da Bahia
Domingo, 18/03/2012 - 09:44
Pelo menos 90% dos municípios baianos não sabem administrar seus recursos financeiros. É o que aponta o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), divulgado ontem, pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). Baseada em dados de 2006 a 2010, a pesquisa afirma que 82 das 374 cidades baianas investigadas estão entre as 500 piores do país - um quinto das prefeituras.

Salvador também não obteve bom resultado. A capital baiana ficou na 23ª posição entre as capitais brasileiras; na 136ª no ranking estadual; e em 3.373º lugar na classificação nacional. De acordo com o estudo, o quadro negativo é explicado pelos baixos índices de investimento e custo da dívida, além da nota zero em liquidez.

Entre os 10 piores índices, chamaram atenção os nove zeros no IFGF Liquidez, que foi o caso, por exemplo, de Ibirataia, que ficou com o pior resultado do estado. Além disso, outros sete tiveram zeros no IFGF Gastos com Pessoal, entre eles Ibicaraí e Canavieiras. Os números indicam que em 2010 nove cidades terminaram o ano com mais restos a pagar do que dinheiro em caixa e sete ultrapassaram o limite de 60% da receita líquida. Por sua vez, Salvador também não obteve bom resultado.

Entre os 10 melhores desempenhos, os municípios se destacaram por ter apresentado elevado nível de investimento: nove dos 10 primeiros colocados tiveram resultados muito próximos à nota máxima (0,8001). Em primeiro lugar no estado e em 68º no ranking nacional, Jaborandi, no oeste da Bahia, foi o único com conceito A, sendo exemplo de sucesso, mesmo com receitas próprias baixas.

A constatação da Firjan não surpreende o consultor de gestão pública Luis Otávio Borges. “Moramos, de fato, em um estado pobre”, afirma. Para ele, a eficiência da máquina pública é comprometida por fatores como informalidade, corrupção, tráfico de influência e, em alguns casos, falta de vontade política.

Borges justifica que no quesito de gestão de pessoal, por exemplo, em boa parte dos municípios baianos o poder público é o grande empregador da região. “Com isso, mais de 50% da arrecadação é comprometida com pagamento de pessoal, o que diminui os investimentos”.(Correio)


• 



Wagner: Erro de conta ou injustiça?
• Por Vitor Hugo Soares *Sábado, 17/03/2012 - 11:36
Em lugar do piston na gafieira - sem a surdina - do samba genial de Billy Blanco, peço um minuto de silêncio, no meio do bafafá generalizado de uma das mais encarniçadas disputas de nacos de poder das últimas décadas no País.

Escaramuça iniciada no Palácio do Planalto, pela presidente Dilma Rousseff e articuladores políticos de seu governo, que explodiram a falsa bolha de harmonia e domínio absoluto no Congresso, com reflexos que se espalham agora por outras regiões, a começar pela Bahia, de onde escrevo estas linhas.

Um silêncio no meio do tumulto, necessário para leitura e meditação em torno de uma das 100 melhores frases de Ulysses Guimarães - mestre em crises e em política - anotada por sua mulher, dona Mora, no livro “Rompendo o Cerco”, publicado antes do desastre do helicóptero no qual os dois viajavam de volta de um fim de semana de descanso na costa fluminense.

Palavras do velho timoneiro do antigo MDB e da política brasileira no período de resistência a ditadura:
“Na política, como na ciência, o erro é o dramático preço da evolução rumo a verdade. São os deslizamentos, avalanches e quedas que conduzem aos cimos”, dizia o nosso grande Ulysses, cujo corpo jamais foi encontrado no fundo do oceano, depois do acidente.

Ateu que acredita em milagre, não duvido dos espiritualistas convencidos da visão de Ulysses sobrevoando, esta semana, os amplos espaços de Brasília, ou pelos céus de Salvador, turvos pelas águas de março que desabam com força e alagam a cidade em desgoverno esta sexta-feira (16).

Vejam, por exemplo, os movimentos e as palavras do governador Jaques Wagner, aparentemente apanhado de surpresa pelos golpes de foice aplicados, pela presidente Dilma, no pescoço de representantes baianos no primeiro escalão do governo federal.

Não percam a conta: Orlando Silva (PC do B), dos Esportes; Mário Negromonte (PP), das Cidades; o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli (PT); Afonso Florence (PT), Desenvolvimento Agrário - este o mais recente decapitado sem aviso prévio e, aparentemente, a gota de fel do Planalto que entornou o copo do governador da Bahia.

Cobrado acidamente e repetidas vezes por oposicionistas, mas principalmente por aliados contrariados com a repentina “perda de espaço e de prestígio da Bahia” (depois do nirvana vivido durante os dois períodos do governo Lula), estado nordestino que deu mais de 2 milhões de votos de frente à Dilma, na disputa com o tucano José Serra, para a Presidência da República.

Convidado e acompanhante preferencial da presidente, em suas mais recentes viagens internacionais (Cuba e Alemanha), o governador Jaques Wagner - provavelmente atordoado com os golpes do Planalto e os pedidos de reação na Bahia - se perdeu nas contas e nas avaliações.

Na reação mais veemente até agora - e ainda assim bastante moderada, em comparação com antigos padrões locais - Wagner preferiu poupar a presidente, amiga e companheira de viagens e jogar a culpa pelas perdas, quase todas, nas costas de seu partido, o PT.

“O PMDB do Sarney tem dois ministros do Nordeste. O PSB de Eduardo Campos tem dois ministros no Nordeste. O PT tem dois governadores no Nordeste (Bahia e Sergipe) e não tem nada”, comparou Wagner na entrevista que deu com exclusividade à repórter Patrícia França, do jornal A Tarde.

Subjetivamente ou para efeitos retóricos, dirigidos a ouvidos e olhos menos atentos e exigentes com a verdade factual, o governador Wagner não apenas erra em suas contas, mas comete injustiças. Uma delas particularmente gritante: esquecer que é da Bahia um dos mais destacados, importantes e internacionalmente reconhecidos ministros do atual gabinete de governo de Dilma Rousseff, o ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage Sobrinho, o itabunense ex-prefeito de Salvador - firme e desassombrado combatente contra a corrupção desde o governo Lula.

A Bahia, para ser fiel aos fatos, tem dois ministros com assento no gabinete de Dilma. Além de Hage (escolha pessoal de Lula e Dilma), há ainda Luiza Bairros, ministra da Promoção Social, gaúcha de nascimento mas reconhecida militante política de esquerda da Bahia, que saiu do secretariado estadual de Wagner para compor o primeiro escalão do governo Dilma, por indicação do governador petista.

Esquecimento, descaso ou injustiça das grossas, pura e simplesmente?

Responda quem souber.

* Vitor Hugo Soares é jornalista


• 



Wagner abre vaga para permanência de Sérgio Carneiro na Câmara
Sábado, 17/03/2012 - 11:33
Relator do projeto de novo Código do Processo Civil (CPC), o deputado Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA) não terá mais que abandonar a empreitada. Suplente da bancada da Bahia, ele tomou posse como deputado graças ao fato de o governador Jaques Wagner ter convocado parlamentares para seu secretariado. Mas a volta de dois desses secretários para a Câmara ameaçava colocar um fim ao mandato de Sérgio Carneiro. De acordo com o Poder Online, Jaques Wagner, no entanto, mandou esta semana um recado à bancada: chamará outros dois deputados para seu secretariado, abrindo vaga para a permanência de Carneiro.


• 



Maluf dá gravata de presente a Pellegrino
• Por Cláudio HumbertoSábado, 17/03/2012 - 08:20
Em almoço na casa do deputado Fábio Ramalho (PV), o petista Nelson Pellegrino (BA) elogiou a gravata de Paulo Maluf (PP-SP). O ex-governador retirou-a e presenteou o deputado: “Use-a em dia de festa”.(Coluna de Cláudio Humberto)


• 



Graça Foster fala dos pepinos herdados de Gabrielli
• Por Lauro JardimSexta-feira, 16/03/2012 - 23:51
Foto
Graça: pepinos herdados de Gabrielli


A excelente entrevista dada por Graça Foster ao Valor de hoje é o melhor retrato da medíocre gestão de José Sérgio Gabrielli à frente da Petrobras. (Radar On-line, na Veja)


• 



Sucessão levou Wagner a encarar Lula
• Por Luís Augusto GomesSexta-feira, 16/03/2012 - 19:44
O governador Jaques Wagner desconcordou do ex-presidente Lula duas vezes recentemente, em lances que envolvem diretamente a sucessão baiana em 2014, em que o secretário Rui Costa é o preferido do Palácio de Ondina.

A primeira, ao não aceitar o pedido de Lula para colocar seu candidato ao governo, José Sérgio Gabrielli, num posto de visibilidade e viabilização eleitoral. Depois, quando retirou Zezéu Ribeiro do secretariado.

Padrinho de Zezéu, Lula tinha dito a Wagner: “Não tire ele”. Quanto a Gabrielli, o governador acataria o compadre ex-presidente, mas deixando claro: “Boto ele onde eu quiser”, e o tacou para a falta de votos do Planejamento.

Fonte do PT assegura a Por Escrito que essa sucessão de acontecimentos foi o determinante político maior da demissão do ministro Afonso Florence. E Wagner ficou calado – concluímos nós – porque qualquer gesto mais duro resultaria numa situação de crise.

Rui defende Valmir visando 2014 - Outra equação complicada tem atazanado a vida do governador, e sua passagem pelo curso de Engenharia talvez não seja suficiente para ajudá-lo, pois são muitos os fatores incidentes e complexos os cálculos necessários.

O governador quer, em conjunto com o prefeito João Henrique, levar de volta à Câmara dos Deputados os suplentes Emiliano José e Sérgio Carneiro. Para isso, o prefeito nomearia o deputado Roberto Britto para a Casa Civil e Wagner recolocaria o deputado Valmir Assunção na Secretaria de Combate à Pobreza (Sedes).

O principal defensor de Valmir é justamente Rui, que até teria afirmado a Wagner: “Bote o cara para a gente ganhar a eleição”, sabedor da penetração do ex-secretário em camadas populares, que incluem o MST. Wagner resiste, ainda estorvado pela passagem acidentada de Valmir pela Sedes.

Convênios aborreceram governador - O principal aborrecimento do governador, ao lado de convênios cujas contas não fecharam muito bem, foi o acordo com o Instituto Ronaldinho Gaúcho para reforma de centros sociais urbanos, onde a juventude pobre praticaria esportes e outras atividades.

Houve fornecimento de material esportivo, construção de vestiários, mas as obras se restringiram às unidades de Pernambués e Castelo Branco e, ainda assim, não foram concluídas.

A saída de Valmir para disputar a eleição, em 2010, foi providencial para Wagner, que escolheu pessoalmente a pedagoga Arany Santana para sucedê-lo, embora tenha sido difundido na época tratar-se de indicação do próprio secretário. (Por Escrito)


• 



Ataques a bancos atormentam moradores do interior
Sexta-feira, 16/03/2012 - 10:36
Quem mora no interior da Bahia tem que enfrentar uma dura realidade: conviver com os freqüentes e cada vez mais violentos ataques a bancos e terminais eletrônicos e ainda ficar sem serviços bancários. Um levantamento do Sindicato dos Bancários mostra que, apenas nos três primeiros meses do ano, 51 arrombamen-tos, assaltos ou tentativas foram registrados - 131% a mais que o mesmo período de 2011. Na capital, em poucas horas ou dias, o serviço volta ao normal, mas em alguns municípios baianos a população pode ficar até dois meses sem banco e se ver obrigada a viajar para fazer um simples depósito.

“Canudos é um lugar atrasado e as pessoas nos fazem de besta. Como pode a única agência da cidade ficar fechada há mais de dois meses? O pior é que os bandidos nem levaram dinheiro, só quebraram os vidros. Mas, até hoje, não consertaram nada. É um absurdo”, relata a comerciante Maria Lúcia Gama, 56, que mora a 410 km de Salvador.

O Banco do Brasil (BB) na cidade foi assaltado no dia 11 de janeiro quando bandidos explodiram parte da agência. Desde então, quem vive no município tem três opções pouco confortáveis: percorrer quase 90 km para chegar à agência mais próxima, em Euclides da Cunha, treinar a paciência em uma fila da agência dos Correios ou tentar a sorte ao ir a um dos poucos caixas eletrônicos do BB. (Correio)


• 



Conselho do Carnaval pode ser investigado, admite Alcindo.
Sexta-feira, 16/03/2012 - 10:32
“Hoje, o conselho é um balcão de negócios. É um faz de conta. Migalhas para muitos, riqueza e privilégios para poucos”.


A coordenadoria executiva do Conselho Municipal do Carnaval de Salvador pode, nos próximos dias, ser alvode uma Comissão Especial de Investigação (CEI). Pelo menos este é o intuito do vereador Alcindo da Anunciação (PT). Após ouvir diversas queixas de representantes de blocos afro, afoxés, de índios e independentes, o político não viu outra solução a não ser levar à mesa da Câmara dos Vereadores, na próxima segunda-feira, a análise para uma possível instauração de uma CEI no conselho.

“Diante de tais denúncias – falta de democracia e clareza nas ações administrativas, além de possíveis irregularidades –, não podemos deixar de investigar. Ao meu ver, quem está à frente do conselho (Fernando Boulhosa) não tem mais legitimidade para continuar no comando do Carnaval baiano”, apontou Anunciação.

As “denúncias” referidas pelo vereador pautaram a audiência pública realizada ontem à tarde, que teve como intuito discutir temas polêmicos da folia no Centro de Cultura da Câmara Municipal. “Assistimos por anos a cinco ou seis entidades comandarem o Carnaval, a partir de interesses particulares. Juntos, os blocos afro, afoxés, independentes, de índios e outros são maioria e nem assim têm voz. Somos escanteados. Precisamos acabar com esse monopólio de quem preside o conselho. Urge uma intervenção da Câmara dos Vereadores, doMinistério Público e Tribunal de Contas”, cobra Nadinho do Congo, representante dos afoxés.

O cantor e compositor Gerônimo, representante dos artistas independentes, ressaltou outro ponto polêmico: o sorteio dos blocos. “Sorteio? É algo imposto. Não é democrático. Todos nós temos o direito de ser o primeiro da fila. Este ano fui contemplado, saí às 18h na Barra. Mas até quando blocos afro, afoxés,de samba terão que quase por imposição desfilar de madrugada?”, indagou Gerônimo. Opresidente da Associação Baiana de Trios Independentes (Abti), Valdemar Sandes, foi severo nas críticas.

“Hoje, o conselho é um balcão de negócios. É um faz de conta. Migalhas para muitos, riqueza e privilégios para poucos”, reclamou.

A ausência de cotas de patrocínio e apoio também foi lembrada por Jussara Santa, representante do reggae. “Somos oito blocos de reggae e não somos ouvidos. Falta abertura política do conselho. Democracia já”, pediu ela. (A Tarde)


• 



Geddel fica irritado com pedido de Temer para PMDB apoiar ACM Neto
Sexta-feira, 16/03/2012 - 10:05
Deu na coluna Panorama Político de O Globo: “O vice da CEF Geddel Vieira Lima reagiu às tratativas do vice Michel Temer e do líder Henrique Alves para que o PMDB da Bahia apoie o DEM em Salvador: “A política na Bahia é decidida lá. O apito do Temer e do Henrique é mudo”.

Em conversa na noite de anteontem, Geddel perguntou a Temer, irritado: “Você vai dizer à presidente Dilma que quer que o PMDB apoie o líder da oposição em Salvador? Você vai gravar apoio para ele exibir na televisão na campanha?”.


• 



Alan Sanches pode ser o vice na chapa de Pelegrino
Sexta-feira, 16/03/2012 - 10:02
A possibilidade de o PSD oficializar, além do apoio ao nome do deputado federal Nelson Pelegrino para a Prefeitura de Salvador em reunião na capital baiana no próximo dia 20, é cada vez mais provável que o partido lance também o nome do deputado estadual Alan Sanches, um dos quadros mais promissores da legenda, para candidato a vice do petista no mesmo encontro.

Por enquanto, Alan mantém a cautela e evita falar abertamente sobre as sondagens que tem recebido em seu próprio partido, mas a ideia de que ele pode vir a ser candidato a vice de Pelegrino já é comentada à larga no PT, onde seu potencial eleitoral já foi devidamente aquilatado e não há arestas ao seu nome. Enfim, por falta de vice, a campanha de Pelegrino não vai sofrer. (Raio Laser)


• 



Quatorze veículos roubados em Salvador e RMS nas últimas 24h
Quinta-feira, 15/03/2012 - 15:35
SSP ainda registrou oito ônibus assaltados e quatro furtos no mesmo período

Quatro pessoas foram assassinadas em Salvador e Região Metropolitana (RMS), nas últimas 24 horas. Segundo boletim da Secretaria de Segurança Pública (SSP) todas as ocorrências aconteceram a pessoas do sexo masculino nos bairros de Itinga, Paripe e Rio Sena, na capital e em Candeias na RMS. Foi computada ainda, uma tentativa de homicídio no mesmo período.

A SSP registrou também o roubo de 14 veículos nas últimas 24 horas, dos quais cinco eram da Fiat, cinco Honda e quatro da Volkswagen. Outros quatro veículos foram furtados no mesmo período.

Já com relação aos assaltos a ônibus que fazem o transporte coletivo, foram registrados oito assaltos, dando um prejuízo de R$ 772 às empresas: Vitral, BTU (3), Rio Vermelho, Central, Ondina, Expresso Metropolitano. (Portal da Metrópole)


• 



Ex-presidente da Petrobras prefere investir em ações da Vale
• Por Antonio Raimundo da SilveiraQuinta-feira, 15/03/2012 - 13:03
Pelo que se deduz da declaração de bens do ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, publicada quarta-feira (14) no Diário Oficial do Estado -- em obediência aos trâmites legais para sua investidura na Secretaria de Planejamento da Bahia --, ele não confiava na valorização das ações da estatal que presidia.

A lista de bens revela que o mercado de ações foi o segmento da economia escolhido por Gabrielli para investir suas economias. Nada menos que R$ 1,4 milhão estão pulverizados em ações de várias empresas.

Foto
Gabrielli (à direita) com Lula (centro) durante a capitalização da Petrobras: festa para o governo e tristeza para os investidores
Entretanto, do total ele dispõe de apenas R$ 120 investidos em papéis da Petrobras. A blue chip preferida de Gabrielli é a da privatizada Vale do Rio Doce. Ele tem R$ 384,9 mil investidos em ações da mineradora.

Dados históricos relacionados à valorização das ações das duas empresas podem explicar a preferência de Gabrielli. No decênio 2001 a 2011, de acordo com a consultoria Economática, o valor dos papéis da Vale praticamente triplicaram em relação aos da Petrobras.

Enquanto as ações ordinárias da Vale valorizaram 834%, as da Petrobras chegaram a apenas 250%. Comportamento semelhante é observado nas ações preferenciais, sem direito a voto. Neste caso, enquanto as ações da Vale valorizaram 765%, as da Petrobras avançaram 257%.

Como se vê, de besta Gabrielli não tem nada. Besta foi quem comprou ações durante a capitalização da Petrobras realizada em 2010. Comemorada por Lula como a maior capitalização já realizada no mundo, a empresa buscou no mercado o dinheiro necessário para colocar de pé o projeto de exploração do pré-sal.

O presidente Lula fez a maior festa, de olho no aumento da sua popularidade, e muita gente comprou ações da empresa pensando em lucros substanciais. Passada a euforia, os compradores descobriram que receberam de presente um mico sem tamanho.

A declaração de bens de Gabrielli revela que ele não entrou na canoa furada.


• 



Imitador de Carlinhos Cachoeira arma arapuca para aspone
• Por Redação do JORNAL DA MÍDIAQuinta-feira, 15/03/2012 - 11:02
Um imitador de Carlinhos Cachoeira teria armado uma arapuca para um aspone tupiniquim.

Em troca de um favor, entregou uma mala preta bem recheada ao dito cujo, mas tratou de gravar em vídeo toda a transação para manter o sujeito e seus associados com rédeas curtas.

A mala era preta, mas não estava cheia de petróleo. Caso estivesse, poderia provocar um desastre ecológico se a embarcação que os transportou para Salvador, procedente de Bom Despacho, na Ilha de Itaparica, afundasse na Baía de Todos os Santos. O que a mala tinha era um monte de notas com garoupas estilizadas.

Para quem não sabe, garoupa é um peixe que dá nome a um campo da Petrobras na Bacia de Campos.


• 



Escolas estaduais fechadas até amanhã
Quinta-feira, 15/03/2012 - 10:51
As aulas das escolas das redes municipal e estadual estão suspensas desde ontem até amanhã, devido à paralisação nacional dos professores. Além das reivindicações nacionais de aumento de verbápara educação e oposição à mudança do cálculo do piso salarial, os professores da rede estadual pedem que a implantação do reajuste de 22% sobre o piso salarial, conquistada em fevereiro, se estenda aos professores de nível médio, não licenciados.

Segundo o secretário de Educação, Osvaldo Barreto, estudos de impacto no orçamento estão sendo feitos, mas o reajuste está garantido ainda para 2012. Os servidores municipais, que já programam manifestações para os dias 19 a 22 de março, também aguardam o cumprimento do piso salarial.


• 



A ponte para Itaparica deve sair sim...No próximo século...
Quinta-feira, 15/03/2012 - 10:49
Enquanto a ponte Salvador-Itaparica não chega, o governador Jaques Wagner vai se virando com o que tem: inaugurou ontem a nova passarela de São Cristóvão.

Pela extensão, a travessia de um lado para o outro da rua, e pelo tempo que demorou de ser realizada (mais de seis anos), haveremos de concluir que a ponte Salvador-Itaparica ainda vai demorar um pouco. No próximo século, talvez. (Tempo Presente)


• 



Governista aponta ''submissão'' da Bahia
• Por Luís Augusto GomesQuinta-feira, 15/03/2012 - 10:47
Deputado da bancada governista que não quer falar abertamente sobre o tema, pois seria “dar murro em ponta de faca”, vê um cenário de “apatia e submissão na forma omissa e até consentida” como vêm, sucessivamente, perdendo seus cargos os ministros que representavam a Bahia no poder central.

“Pouco importa agora se sairá a ministra da Igualdade Racial, porque o estrago já está feito. Negromonte, Florence, Gabrielli... a Bahia está em queda livre, perdendo espaços preciosos", afirmou.

A tese de que o Estado pode ser compensado com mais recursos mesmo sem estar no núcleo do governo é desdenhada pelo parlamentar: “Qualquer ministério tem atribuição para beneficiar o Estado que o ministro bem entender”. (Por Escrito)


• 



Passageiros da Webjet penam no aeroporto de Salvador
Quinta-feira, 15/03/2012 - 10:46
Passageiros da companhia aérea Webjet relatam que não conseguiram embarcar em um voo marcado para 5h desta quinta-feira (15) no Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, em direção ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Até por volta das 10h, a maioria dos passageiros do voo 6749 permaneciam no terminal aguardando relocação para outras aeronaves. A assessoria da Webjet em São Paulo informou ao G1 que houve um problema nesta manhã que impediu a decolagem do voo, mas a empresa ainda averiguava a situação.

A Infraero em Salvador afirma que a pista principal do aeroporto está fechada para obras nesta quinta-feira, das 4h às 11h, como previsto em cronograma acertado com as companhias aéreas. No entanto, o órgão não relaciona o atraso com a realização dos serviços de recapeamento asfáltico.

Clientes da Webjet disseram que a empresa aérea justificou o atraso pelo fechamento da pista e alegaram que o boeing de grande porte não poderia decolar na pista auxiliar. (Do G1)


• 



Pelegrino não empolga a base petista
Quinta-feira, 15/03/2012 - 10:37
Nota da coluna Raio Laser, da Tribuna, relata que a dificuldade para o pré-candidato do PT, Nelson Pelegrino, deslanchar, se dá, sobretudo, pela forma como ele próprio conduz essa fase de pré-campanha. Segundo informações de bastidores, Pelegrino não envolve as diferentes correntes do partido nem mesmo a militância petista, que está completamente afastada e desmotivada. Como resultado: o pré-candidato não empolga e sente dificuldade de ganhar fôlego nas pesquisas.


• 



PR de César Borges deve engrossar bloco da oposição
Quinta-feira, 15/03/2012 - 10:33
O rompimento da bancada do PR no Senado com o governo, que possui sete votos, deve, no curto prazo, se constituir num problema sério para o governo Dilma Rousseff. Mas o seu impacto mais direto é sobre a vida de um baiano, o ex-senador César Borges, cujo nome estava sendo costurado pelo presidente nacional do partido e senador Alfredo Nascimento.

Borges deixa de ser uma peça com que o PR imaginava costurar o apoio definitivo ao governo, o que reforça a tese de que o PR na Bahia deve se bandear para o lado das oposições, o que leva em conta o PMDB, o DEM e até o PSDB. De forma que a decisão do PR no Senado, que ainda não foi ratificada na Câmara, tem tudo para mudar - ou pelo menos incrementar - o cenário municipal.(Raio Laser)


• 



Wagner é vaiado por atrasar voo da Avianca para Brasília
• Por Cláudio HumbertoQuinta-feira, 15/03/2012 - 00:13
O voo 6225 Salvador-Brasília, das 9h de ontem, atrasou quase 1 hora, com a Avianca procurando passageiro para trocar com o governador Jaques Wagner (PT-BA), que precisava embarcar.

Wagner entrou no avião debaixo de uma grande vaia e desembarcou correndo no DF. (Coluna de Cláudio Humberto)


• 



Ivete Sangalo perdoa irmão perdulário
• Por Lauro JardimQuarta-feira, 14/03/2012 - 22:30
Foto
Ivete Sangalo decidiu reintegrar o seu irmão, Jesus Sangalo, na Caco de Telha, empresa responsável por administrar todos os seus negócios.

Jesus fora afastado da presidência no ano passado depois de acumular prejuízos nos negócios da cantora. (Radar On-line, na Veja)


• 



Linha marítima Salvador Itaparica: quem é o 'pai da criança'?
• Por Redação do JORNAL DA MÍDIAQuarta-feira, 14/03/2012 - 11:55
Foto
O bom resultado da linha de catamarã ligando Salvador a Itaparica atraiu o jogo político
Com o bom resultado obtido pela linha especial de catamrã que funcionou no Carnaval entre Salvador e Itaparica, apareceu muita gente querendo ser o ''pai da criança''.

O secretário de Infraestrutura, Otto Alencar, foi o primeiro. Otto é político e não aguenta ver um microfone pela frente. Se for uma câmera, melhor ainda. Deita falação pra todo gosto. Nada melhor que aparecer nas telinhas da vida...

"Nós colocamos (ele, o governo) a linha para funcionar no Carnaval. Vamos licitá-la agora para que ela seja diária'', garantiu Alencar, assumindo a paternidade do caso.

Em Itaparica, eufórico, o presidente da Associação Comercial do Município, Iltomar Gusmão conhecido como "Tinho", também garante que o ''pai da ideia'' é ele. Argumenta Tinho que foi ele quem acertou tudo com um tal de "Senhor Samir" da Agerba (declaração de Tinho).

Na verdade, o catamarã operou no Carnaval para Itaparica porque o operador Antenor Paixão, dono do equipamento, colocou-o em tráfego.

E não foi a primeira vez que os operadores do transporte marítimo tiveram a ideia. Em outras oportunidades, a Astramab, entidade que congrega os operadores das linhas de Mar Grande, Morro de São Paulo e as escunas do ''Passeio às Ilhas'', foi ao então prefeito Vicente Gonçalves, de Itaparica, numa tentativa de viabilizar a linha.

Explica-se: a linha é inviável economicamente. Sem o apoio do governo ou da prefeitura de Itaparica, não tem como mantê-la em operação diária. Pode operar, sim, no Verão e nos feriados prolongados. Talvez nos finais de semana... Fora disso, é prejuízo certo.

Mas como o governo ajuda muito a milionária TWB, não custaria nada se esforçar um pouco e viabilizar a linha marítima para Itaparica. A população, os veranistas e turistas iriam agradecer muito. E seria muito bom para o soerguimento da histórica Itaparica, cada dia mais abandonada.


• 



Por unanimidade, deputados aprovam aumento para Wagner, Otto e secretários.
Quarta-feira, 14/03/2012 - 10:32
Foto
Salários de Wagner e Otto engordaram 6,5%
Os deputados estaduais aprovaram por unanimidade na noite de terça-feira (13) o aumento em 6,5% nos salários do governador Jaques Wagner, do vice Otto Alencar e dos secretários estaduais. Estiveram presentes na Casa 61 deputados estaduais, que votaram a favor do projeto de reajuste. Segundo o presidente da AL-BA, deputado Marcelo Nilo, também foi ampliado o teto do funcionalismo público para 6,5%. A votação terminou por volta de 20h30, em Salvador.

Na semana passada, foi aprovado na Assembleia o projeto que estabelecia aumento de 6,5% nos salários dos servidores públicos do estado - entre eles, policais militares que realizaram 12 dias de greve por melhorias salariais no estado.

Segundo o portal G1, o deputado Marcelo Nilo disse que a realização de duas votações acontece porque é uma atribuição dos deputados criar o projeto e votar o aumento para governador, vice e secretários. Já o projeto aprovado na semana passada sobre o restante do funcionalismo público é criação do governador Jaques Wagner, responsável por estipular o valor do reajuste para os servidores.


• 



Gabrielli prefere investir no mercado de ações
• Por Redação do JORNAL DA MÍDIAQuarta-feira, 14/03/2012 - 10:26
Foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado a declaração de bens do secretário de Planejamento, José Sérgio Gabrielli. Na lista consta um apartamento de 4 quartos, quitado, avaliado em R$ 863.776,00, e um outro de 2 quartos que custa R$ 138 mil.

Quando assunto é investimento, Gabrielli prefere o mercado de ações. São mais de R$ 1,4 milhão aplicados em papéis de empresas como Natura, Lojas Americanas, Banco do Brasil, Eternit, Gol, Vale, Embraer, Gafisa, Cyrela, Itaú, Ambev e Usiminas. O secretário tem ainda R$ 370,5 mil em CDB DI do Banco do Brasil.

Foto: Petrobras/Divulgação
Gabrielli: mais de R$ 1,4 milhão na bolsa de valores


• 



Professores afirmam que Wagner não paga o piso
Quarta-feira, 14/03/2012 - 09:37
Foto
Professores baianos protestam de novo contra o governo
Inconformados com a resistência do governador Jaques Wagner (PT) em descumprir o que determina a lei e não pagar o piso nacional de R$ 1.451, os 40 mil professores da rede estadual de ensino cruzam os braços hoje, amanhã e sexta-feira.

A categoria atende a um chamado da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que sugeriu o mesmo em estados como o Rio Grande do Sul, onde o governador Tarso Genro (PT) paga R$ 791.

Ontem, em nota à imprensa distribuída pela Secretaria de Comunicação, o Governo da Bahia garantiu que já paga o piso nacional e vai continuar pagando, ''como vem fazendo desde 2009''.

Os professores afirmam que o governo está blefando.


• 



Índice Geral | Esta é a página 2 de um total de 4 | Arquivo Mensal
<< Página Anterior   1 | 2 | 3 | 4   Próxima Página >>

JM EXPRESS - Receba gratuitamente nosso boletim diário via email
Primeiro Nome:
Profissão:
E-Mail:
Assinar  
Cancelar  
Confirme o cadastramento respondendo ao email que você receberá.

<< Voltar Voltar   Recomende o JM Recomendar o JM   Imprimir Página Imprimir Página  

BLOG DO JM

ALÔ BAHIA

:: Plantão


:: Enquete
A enquete está temporariamente fora do ar para manutenção.
Desculpe-nos pelo transtorno.

Esta enquete não tem valor científico e não representa a opinião do Jornal da Mídia


CapaClassificados Recomende o JM Fale ConoscoAnuncie Aqui

Copyright 2001-2011 Jornal da Mídia. Todos os direitos reservados.