‘Mais Médicos’ nasceu e agoniza na mentira

CLÁUDIO HUMBERTO

O “Mais Médicos” foi baseado na mentira de que não haveria médicos para atender todo o País. O Brasil dispõe de 450 mil médicos, portanto, a saída dos 8,3 mil cubanos não vai alterar a qualidade do atendimento. A mentira do governo Dilma seria desmascarada em vídeo de palestra interna, no Ministério da Saúde, deixando claro que o real objetivo do programa era apenas financiar o governo de Cuba.

Menos 8 mil faz pouca diferença para um País que tem mais de 450 mil médicos. (Foto: EBC/Agência Brasil)

DINHEIRO NA VEIA
O programa “Mais Médicos” rendeu à ditadura cubana R$7,1 bilhões até agora, mas a saúde pública brasileira continua a mesma.

ATROCIDADE
Para vir ao Brasil submetendo-se a exploração análoga à escravidão, cubamos foram obrigados a deixar familiares como reféns, em Cuba.

DESERÇÃO EM MASSA
Resta aos cubanos a atitude digna de denunciar as atrocidades contra suas próprias famílias, feitas reféns, pedindo asilo ao Brasil em massa.

PESOS PESADOS AMBIENTAIS
Futuro secretário do Meio Ambiente do DF, o ex-ministro Sarney Filho, morador de Brasília desde os anos 1970, convidou o atual ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte para presidir o Ibram, o Ibama local.

GENERAL NA EDUCAÇÃO
Viviane Senna continua cotada para o Ministério da Educação, tanto quanto o general Aléssio Ribeiro Souto, amigo e um dos principais formuladores do programa de governo de Jair Bolsonaro.

APARELHOU, PERDEU
Presidente do Inep, que deixou o Enem ser “aparelhado”, Maria Inês Fini tomou “cartão vermelho” de Bolsonaro quando já fazia a pose de ministra da Educação, em razão de suposta ligação ao general Heleno.

INCORRIGÍVEL
Vale a pena respirar fundo e assistir a todo o interrogatório realizado pela juíza Gabriela Hardt. Nele é possível perceber que o presidiário continua arrogante. E ainda acha que é presidente da República.

ESCOLHA COMPETENTE
Ao comentar a escolha do futuro presidente da Petrobras, o general Hamilton Mourão elogiou: “Acho um nome extremamente competente, o Gil Castelo Branco”. Ele tem razão: Gil é muito competente, mas é o dirigente da ONG Contas abertas. O outro é Roberto Castello Branco.

AMOR EM TEMPO DE GUERRA
O futuro ministro-chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni vai se casar nesta quarta-feira (21), em Brasília. Data acertada com a presença do presidente eleito Jair Bolsonaro na capital.

EMENDAR É PRECISO
O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), reeleito mês passado, passa a semana em Brasília com chapéu na mão. Ele pretende batalhar no Congresso uns trocados em emendas de parlamentares.

XERIFE DA CADEIA
A revelação que Lula, ao contrário de qualquer outro reeducando, recebeu 572 visitas na prisão, já o credencia ao Guinness como o maior deboche à Justiça. E o maior anfitrião de cadeia do mundo.

PENSANDO BEM…
…de tanto visitar Lula no xilindró, acabou Haddad virando réu pelos mesmo crimes do reeducando.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUi e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *