Plano tenta tirar de Bolsonaro comando da Caixa

O presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson de Souza, sonha com o êxito de uma solução que pode garantir-lhe o posto. (Foto: Reprodução/Diário do Poder)

CLÁUDIO HUMBERTO

Enquanto apela ao padrinho, senador Ciro Nogueira (PP-PI), para permanecer no cargo, o presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson de Souza, sonha com êxito de uma solução que pode garantir-lhe o posto, mesmo a contragosto do presidente Jair Bolsonaro. É que está em curso um plano para modificar o estatuto ainda este ano, retirando do futuro presidente da República a prerrogativa de escolher o presidente da Caixa, transferindo-a ao conselho de administração.

CEDEU DEMAIS
Em janeiro, após quatro dos 12 diretores se envolveram em corrupção, um enfraquecido Michel Temer autorizou a mudança estatuto da Caixa.

COMEÇOU ALI
A nova “assembleia geral” alterou o estatuto e deu ao conselho de administração o poder de mudar vice-presidentes e diretores da Caixa.

JOGADA ARMADA
A jogada, articulada ainda para 2018, é convocar nova assembleia para retirar do presidente da República também a nomeação do presidente.

ELA É QUEM MANDA
O presidente da Caixa, nesse período, tratou de aproximar-se de Ana Paula Vitali Janes Vescovi, que preside o conselho de administração.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *