MRE vetou contato de diplomatas com Bolsonaro

O futuro ministro das Relações Exteriores, embaixador Ernesto Fraga Araújo  (Valter Campanato/Agência Brasil)

CLÁUDIO HUMBERTO

A escolha de Ernesto Araújo para as Relações Exteriores de Jair Bolsonaro deixou muitos diplomatas felizes, bem ao contrário do que se divulga. Eles também querem mudança e revelam que essa opção foi facilitada pelo secretário-geral do Itamaraty, Marcos Galvão: tentando “vender” o próprio nome para o cargo, não permitiu a aproximação de diplomatas com Bolsonaro, filhos e equipe de transição. Parecia aversão à sua vitória no Itamaraty, onde também ele foi o mais votado.

TIRO NO PRÓPRIO PÉ
O distanciamento piorou a imagem do Itamaraty junto a Bolsonaro e seu staff, já impressionados com os artigos e ideias de Ernesto Araújo.

BATEU CONTINÊNCIA
O ambicioso secretário-geral, que já garantiu seu “exílio dourado” em Bruxelas, tentou se cacifar junto ao general Mourão, mas… #EleNão.

A TURMA DELE É OUTRA
Galvão não emplacaria até por suas ligações a críticos de Bolsonaro como Rubens Ricupero, Antonio Palocci, Guido Mantega e José Serra.

O QUE É ISSO, COMPANHEIRA?
O Tribunal Superior do Trabalho ainda está impactado com a ministra Delaíde Arantes, da “bancada de esquerda” do TST, que demonizava Bolsonaro, e de ligações ao PCdoB, fazendo esforço de tiete para obter selfie com o presidente eleito, durante sua visita ao tribunal, dia 13.

MEU CARGO, MINHA VIDA
Em campanha para ficar no cargo, o presidente da Caixa, Nelson de Souza, tenta impressionar Bolsonaro. Diz ter resolvido um “problema de capital” da Caixa, dispensando a “necessidade de aportes”.

BYE, BYE PREJUÍZOS
Chegaram na quarta (14) ao Congresso as duas medidas provisórias (855 e 856) que viabilizam a privatização das distribuidoras de energia da Eletrobras: a Amazonas Energia e a Energética de Alagoas (Ceal).

TRABALHO RECONHECIDO
Um dos mais importantes (e desconhecidos) projetos para recuperação de dependentes químicos está em Campo Grande (MS) e foi criado por Lidio Nogueira Lopes, reeleito deputado estadual pela terceira vez.

CONCURSO PARA CÔNJUGE
A farra de defensores públicos atuando ‘à distância’, no exterior, mas recebendo salários não é maior porque os outros servidores afastados são casados com empregados do setor privado e têm o salário cortado.

SALDÃO DA DERROTA
Encalhou na “lojinha oficial” do PT as camisetas com a logo camaleão de Haddad, em verde e amarelo, além de outras com a inscrição “ele, não”. O preço caiu de R$35 para R$20 na promoção pós-derrota.

CÂMARA FORA DO AR
Sem ninguém para trabalhar na sexta (16) entre o feriado do dia 15 e o fim de semana, até o site da Câmara dos Deputados saiu do ar. A partir do meio da tarde nenhum conteúdo ficou acessível pelo cidadão.

PAÍS DO FUTEBOL
Ao cobrar pavimentação da rua em São Gonçalo, prometida há mais de quatro anos, os moradores fizeram um protesto com cartaz suplicando ao prefeito para não ficarem “igual ao Flamengo, só no cheirinho”.

PENSANDO BEM…
…após escrever Brasil com Z e fazer tantos jogos por lá, até parece que a CBF quer mudar sua sede para a Inglaterra.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *