Transalvador combate estacionamento irregular no Comércio e multa infratores

Ação da Transalvador no Comércio combate o estacionamento irregular: 11 autos de infração foram aplicados e um veículo foi removido ao pátio do órgão.

Uma ação de ordenamento foi realizada pela Transalvador nesta quarta-feira (14), na região do Comércio, com o objetivo de coibir o estacionamento irregular. A área é alvo constante de reclamações de condutores, que cobravam uma ação do órgão de trânsito para melhorar a mobilidade no local. Ao final da operação, 11 autos de infração foram aplicados para veículos estacionados em locais proibidos, e um veículo foi removido ao pátio do órgão.

“O Comércio é uma área complicada, com muitas empresas e muitas pessoas circulando pelo local para resolver suas pendências. Já vínhamos preparando há algum tempo uma operação na região, motivados principalmente pelas queixas dos cidadãos, para coibir essas irregularidades”, pontuou o superintendente do órgão, Fabrizzio Muller.

Além de coibir o estacionamento irregular, durante a operação também foram feitas abordagens a guardadores clandestinos que atuam na região. Os condutores costumam deixar com eles as chaves dos veículos para estacionar, e eles, por sua vez, não se preocupam em parar em locais adequados, ficando o condutor com o ônus da multa ao ser flagrado por agentes de trânsito. Além disso, Muller levantou outra grande preocupação.

“Muitos deles estão com a habilitação vencida há anos, ou nem mesmo possuem o documento. Além de ser irresponsável da parte deles, é também uma infração para o condutor que entrega o veículo a um destes guardadores”, contou. Um dos guardadores abordados pela equipe estava com a CNH vencida desde 2012.

De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), entregar o veículo a um condutor com habilitação vencida há mais de 30 dias é infração gravíssima, com multa no valor de R$293,47 e 7 pontos na CNH. Já entregar o veículo a uma pessoa sem habilitação é infração gravíssima agravada três vezes, com multa no valor de R$880,41 e 7 pontos na CNH. As operações serão mantidas para coibir irregularidades na região.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *