Imprensa estrangeira engajada contra Bolsonaro

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). (Agência Brasil)

CLÁUDIO HUMBERTO

A imprensa internacional foi burocrática e levou até uma semana para repercutir a vitória de Jair Bolsonaro no primeiro turno. Mas com a derrota do PT se consolidando, os correspondentes estrangeiros desataram a produzir matérias sobre o “perigo” que a eleição do candidato do PSL representaria para o Brasil. Em poucos dias, foram mais de 150 citações no mesmo tom, inspiradas no lobby de imprensa petista, em alguns dos principais veículos americanos e europeus.

À BEIRA DE UM ATAQUE
A pancadaria em Bolsonaro teve direito a show na HBO, editorial na Telesur, advertências apocalípticas em jornais europeus etc.

ITÁLIA É DIFERENTE
Só a Itália tem aceitado a vontade do brasileiro expressa nas urnas, principalmente após a descoberta da origem italiana de “Bolzonaro”.

HONROSA EXCEÇÃO
Somente um editorial do importante Wall Street Journal lembrou que Lula está preso por suborno. A regra é tecer loas ao presidiário.

FONTES ‘INSUSPEITAS’
Até o tirano Nicolás Maduro tentou atacou de #ditaduranuncamais. No Chile, o “consultor” da imprensa é o ex-chanceler petista Celso Amorim.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *