Primavera Pelô espalha flores pelas ruas do Centro Histórico

Os chamados “gelos baianos” de algumas ruas do Centro Histórico foram substituídos por cacos de flores. (Jefferson Peixoto / Secom_/ PMS)

O Pelourinho ganhou um colorido diferente com a implantação de 60 vasos de flores pelas ruas e construções históricas, dentro da segunda etapa do Projeto Primavera Pelô. As buganvílias podem ser encontradas em portas de comércios e residências e encantam milhares de baianos e turistas que visitam o ponto turístico diariamente. Iniciado em janeiro, o projeto terá como próximo alvo o bairro de Santo Antônio Além do Carmo.

O Primavera Pelô é desenvolvido pela Prefeitura, por meio da Diretoria de Gestão do Centro Histórico, pertencente à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). Participam também da ação a Secretaria de Cidade Sustentável e Inovação (Secis), que cuida da escolha e plantio das espécies, e a Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), pasta encarregada de construir e afixar os vasos onde as mudas serão colocadas.

De acordo com a diretora de gestão do Centro Histórico, Eliana Pedroso, além de embelezar as ruas, a iniciativa foi pensada ainda com intuito de humanizar a região. “Além de um Centro Histórico mais bonito, queremos torná-lo mais acolhedor, mais humano. Vale destacar que há também um significado subliminar de pertencimento, já que faz parte do nosso trabalho o incentivo à responsabilidade da comunidade em cuidar dessas plantas, compartilhando responsabilidades”, explica.

O pontapé do Primavera Pelô foi dado no início deste ano, quando os chamados “gelos baianos” de algumas ruas do Centro Histórico foram substituídos por cacos de flores. A ação deu certo e, neste segundo momento, cada planta tem um responsável para regá-la – seja um membro da própria comunidade, comerciante ou integrante do poder público.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *