Professor da Uneb tem prisão decretada por assédio sexual e está foragido

O professor lecionava a disciplina de Direito Constitucional no campi de Jacobina

O professor Thiago de Oliveira Moreira do campi da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) da cidade de Jacobina, a 330 km de Salvador, teve a prisão preventiva decretada nesta quinta-feira (11) por ser acusado de assédio sexual, ameaças e lesões corporais contra dezenas de alunos. Ele foi afastado de suas funções por determinação da Justiça Criminal da cidade e está foragido da Justiça.

De acordo com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), a decisão da Justiça acatou o pedido de prisão formulado pelo órgão com base em depoimentos e provas apresentadas por mais de dez de alunos e alunas, que relataram que o professor vinha cometendo os crimes contra seus discentes. Segundo o MP, o professor foi informado da decisão pelo advogado e afirmou que se entregaria ontem, o que não fez.

Ainda de acordo com o MP-BA, o professor também é acusado pela prática de crimes contra a Administração Pública, como prevaricação – deixando de cumprir suas obrigações enquanto servidor do estado – e supressão de documentos públicos.

Thiago lecionava a disciplina de Direito Constitucional e também atuava como advogado. Ele faz parte do quadro de professores da Uneb desde 2007. O professor já ocupou o cargo de Coordenador do Colegiado de Direito do Campos IV, sediado em Jacobina, e lecionava também nas cidades de Irecê e Itaberaba. Atualmente acumulava a função de professor com a de procurador jurídico do Município de Morro do Chapéu.

Fonte: Correio 24 Horas

Notícias Relacionadas