“Quem fugiu da disputa com medo de perder o foro foi Wagner”, diz Paulo Azi

Paulo Azi lembrou que Wagner  está sendo investigado pela Lava Jato por corrupção

O deputado federal Paulo Azi (DEM) reagiu aos ataques feitos pelo ex-governador Jaques Wagner (PT) ao prefeito ACM Neto, durante coletiva realizada nesta quarta-feira (10).

“Primeiro que quem fugiu da disputa foi Wagner que, convocado pelo presidiário Lula para ser o candidato petista à presidência da República, recusou com medo de perder a eleição, o foro privilegiado e ser preso a qualquer momento”, declarou o parlamentar.

O democrata lembrou que o ex-governador baiano é um dos alvos da Operação Lava Jato. “Ele que está sendo investigado pela Lava Jato por corrupção e ganhou relógios de presente de empreiteiro sustentado pelo contrário milionário da Fonte Nova e outras benesses investigadas. Aliás, como ainda não tomou posse como senador, pode ser preso a qualquer momento, como tem acontecido com ex-governador Brasil adentro”, afirmou o democrata.

Azi disse que o principal projeto político de Wagner como coordenador da campanha de Fernando Haddad (PT) à Presidência é garantir o indulto aos presos na Operação Lava Jato.”O prefeito ACM Neto, ao contrário de Wagner, faz política com seriedade, ética e postura. Não é denunciado, não responde a qualquer investigação por corrupção e não se corrompeu ou foi corrompido. Aliás, por isso que nós do Democratas nunca poderíamos apoiar este projeto nefasto para o país que é representado por Haddad e pelo PT”, declarou o deputado.

Notícias Relacionadas