Copa do Brasil 2018: Cruzeiro e Corinthians abrem decisão nesta quarta-feira

O jogo de ida entre as duas equipes marca o início de uma final inédita da Copa do Brasil (Crédito: Bruno H / Cruzeiro E.C./ Divulgação)

A grande decisão da Copa do Brasil 2018 começa nesta quarta-feira (10), com Cruzeiro e Corinthians se enfrentando no Mineirão, às 21h45 (de Brasília). O jogo de ida entre as duas equipes marca o início de uma final inédita do torneio e apenas a segunda entre os tradicionais clubes do futebol brasileiro. A primeira e única vez que se cruzaram valendo título foi pelo Campeonato Brasileiro de 1998 e o time paulista levou a melhor.

Vinte anos depois, a Raposa quer mudar esta história e conquistar a taça diante do Alvinegro. Para isso, terá que começar fazendo algo que ainda não fez durante todo o torneio: vencer diante de sua torcida. Até aqui, o Cruzeiro decidiu todas as fases em casa, mas empatou duas vezes e perdeu uma. Nas Oitavas de Final, 1 a 1 com o Atlético-PR. Perdeu por 2 a 1 para o Santos nas Quartas, mas se classificou nos pênaltis e, na Semifinal, empatou em 1 a 1 com o Palmeiras.

O goleiro Fábio minimizou o fato do time não vencer como mandante, relembrou que a Raposa fez bons jogos como visitante e que é preciso equilíbrio para se sair bem na Copa do Brasil.

— Não adianta fazer só um grande jogo, se sobressair em um aspecto e depois ficar devendo e ser eliminado. O Cruzeiro tem a consciência de fazer os dois jogos o mais equilibrado possível – disse o goleiro em entrevista coletiva.

O Corinthians, por outro lado, quer manter o seu retrospecto como visitante no torneio para largar bem na decisão. O Timão chega invicto jogando longe de São Paulo. Foram dois empates e uma vitória até o momento. Além disso, a equipe também não levou gols nessas partidas. Empatou por 0 a 0 com o Vitória nas Oitavas de Final, venceu a Chapecoense por 1 a 0 nas Quartas e voltou a empatar por 0 a 0 com o Flamengo na Semifinal.

Do lado alvinegro, o goleiro Cássio valorizou a história dos dois clubes, mas disse que agora a decisão é outra e que os erros vão decidir quem sairá com a taça.

— Cada um vai fazer o melhor para o seu clube. Nós para que essa história não mude e o Cruzeiro para ser campeão. Quem errar menos, terá a chance de erguer esse título – afirmou o goleiro.

Notícias Relacionadas