Temer reagirá a qualquer ataque: bateu , levou

CLÁUDIO HUMBERTO

O presidente Michel Temer decidiu não deixar sem respostas os ataques durante a campanha eleitoral, estabelecendo o princípio do “bateu, levou”. Ele soube pelos jornais que o candidato a presidente Geraldo Alckmin (PSDB) havia autorizado seus marqueteiros a introduzir na campanha críticas ao governo federal, apesar de presidir o partido que o ajudou se viabilizar e dele se locupletou, com cargos.

Michel Temer promete responder a qualquer ataque(Foto Alan Santos/PR)

OLHO NO CENTRÃO
Ele também soube que partidos do Centrão, que controlam vários ministérios, cogitam falar mal do seu governo. Terão resposta.

PUXÃO DE ORELHA
Temer avalia inclusive cobrar publicamente do candidato do MDB, Henrique Meirelles, que faça a defesa do seu governo na campanha.

FAKE OU FATO
Além de responder aos aliados, o presidente também decidiu responder a críticas da oposição, tipo “fake ou fato”.

CHAMA O ELSINHO
Ao ouvir a ponderação de discutir sua decisão de responder às críticas de Alckmin, o presidente Temer decretou: “Não precisa de discussão, chame o Elsinho [Mouco, seu marqueteiro], vou gravar.”

QUADRO ALTERADO
A pesquisa Datafolha, que será divulgada nesta segunda (10), é a primeira a refletir o impacto da campanha no rádio e na TV, assim como a tentativa de assassinato de Jair Bolsonaro.

CULPA DA VÍTIMA
“Especialistas” virtuais, ignorantes em campanha eleitoral, criticaram o “corpo-a-corpo” de Bolsonaro, afirmando que ele foi atacado a faca porque se expôs. É como culpar a roupa da mulher pelo estupro.

DURO DE MATAR
Após as primeiras notícias mais tranquilizadoras sobre a saúde de Bolsonaro, proliferaram memes nas redes sociais. Um dos mais populares simula o cartaz do filme famoso com a foto do candidato e o título “Duro de Matar 4.0”, com a estrela Jair Messias Bolsonaro.

PERDEU, PLAYBOY
Desde a sua primeira condenação à prisão na Justiça Federal, por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula já acumula quase 100 derrotas em sua chicana imparável no TRF4, STJ, TSE, STF etc.

FÁBRICAS DE FAKES
Entre 29 de agosto e 5 de setembro, a FGV/DAPP coletou para análise 4.572.835 tuítes e 3.320.984 retuítes sobre candidatos a presidente. Foram encontrados 2.709 perfis automatizados, os “robôs” (0,3% dos perfis), responsáveis por 171.623 interações (5,2% do total).

SEM BENS
O candidato do Patriotas a presidente, Cabo Daciolo, que anda muito sumido do noticiário desde o debate da Band, é o único presidenciável que não declarou bens. Guilherme Boulos (PSOL) declarou R$15,4 mil.

TRISTE PREVISÃO
Em 2018, segundo dados da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, até o final do ano serão quase 400 mil mortes por problemas cardiovasculares no Brasil.

PENSANDO BEM…
…as candidaturas de Marina, Ciro e Alckmin têm sido comparadas ao atacante Fred, na Copa de 2014: estão lá, mas parecem cones.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas