ANS retoma iniciativas para beneficiar operadoras

CLÁUDIO HUMBERTO

A agência de saúde suplementar (ANS) se aproveitou da paralisia do Congresso, em razão da campanha eleitoral, com o adiamento da CPI dos Planos de Saúde, para retomar a mais sórdida criação para beneficiar as empresas do setor: a “coparticipação” do cliente nos custos do tratamento, com um sistema de “franquia” semelhante ao de seguro de veículos. O projeto foi cancelado após a criação da CPI.

Planos de saúde

SAÚDE COMO NEGÓCIO
A “coparticipação”, com “franquia”, assemelha-se ao seguro de carros, o que demonstra o desapreço do setor (e da ANS) à condição humana.

AUDIÊNCIA ‘PÚBLICA’
A ANS atraiu para sua “audiência pública” 28 entidades, apenas seis ligadas à defesa do consumidor. As operadoras garantiram maioria.

CASO DE POLÍCIA
A “coparticipação” fará o consumidor pagar aos planos o dobro do valor atual. Os planos poderão cobrar por exames valor igual à mensalidade.

LOBBY É FORTE
A CPI sobre aumentos abusivos dos planos de saúde foi protocolada há dois meses, mas até agora o presidente do Senado não a criou.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas