Cruzeiro bate o Flamengo e fica muito perto das quarta da Copa Libertadores

O Cruzeiro jogou muito no Maracanã e abriu uma boa vantagem para o jogo de volta em Belo Horizonte. (Foto: Cruzeiro/Divulgação)

Em noite de grande exibição e de show de sua torcida no Maracanã, o Cruzeiro abriu vantagem parcial na luta por uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores ao vencer o Flamengo por 2 a 0, com gols de De Arrascaeta e Thiago Neves, um em cada tempo. Com o resultado, a Raposa pode perder por até um gol de diferença no jogo de volta no Mineirão que, mesmo assim, garantirá a vaga. O segundo tempo da decisão em Belo Horizonte está marcado para o dia 29 de agosto.

O jogo

Bem organizado em campo, o Cruzeiro abriu o placar logo no início de jogo. Aos 9 minutos, Thiago Neves iniciou a jogada pela esquerda e tocou para Robinho dentro da área. O camisa 19 dominou e esperou o melhor momento para encontrar De Arrascaeta em ótimas condições. O uruguaio, com categoria, deslocou Diego Alves e abriu o placar.

Tentando o empate, o Flamengo criou boa parte de suas chances em jogadas de escanteio. A principal oportunidade do time da casa aconteceu aos 34 minutos, quando Uribe desviou de cabeça e Fábio fez excepcional defesa, quase em cima da linha.

Na volta para a segunda etapa, o time de Mano Menezes, bastante comprometido na marcação, tentava evitar ao máximo que a bola chegasse ao gol de Fábio. No entanto, aos 3 minutos, Uribe novamente criou boa chance e exigiu nova defesa do camisa 1 celeste.

Aos 24, Raniel, que havia entrado no lugar de Barcos, arriscou forte chute de fora da área e a bola tirou tinta da trave flamenguista. Aos 30, Thiago Neves recebeu passe de Egídio, mas chutou por cima.

Acostumado às grandes decisões, o camisa 30 teve nova chance e não perdoou. Após grande jogada tramada por Raniel e Rafinha pela direita, a bola chegou até De Arrascaeta dentro da área. O craque uruguaio rolou para Lucas Silva que chutou forte, rasteiro. Oportunista, Thiago Neves escorou para as redes aos 34 minutos, marcando o segundo gol estrelado.

Nos minutos finais, o Flamengo esboçou uma pressão, mas foi o time celeste que esteve mais próximo do terceiro gol. Já nos acréscimos, Raniel e Rafinha tiveram oportunidades para aumentar o placar, mas pararam no goleiro Diego Alves.

Dois jogadores atingiram marcas importantes na noite desta quarta-feira. O capitão Henrique chegou ao seu jogo de número 441 com o manto estrelado e empatou na 11ª posição com Ricardinho, outro volante que marcou época no Clube. O camisa 8 está a um jogo do Top 10, que hoje tem Ademir, com 442 partidas, na 10ª colocação.

Já o uruguaio De Arrascaeta se tornou de forma isolada o maior artilheiro estrangeiro da história do Cruzeiro. Ao abrir o placar, o camisa 10 chegou ao 46º gol pelo Clube, superando o boliviano Marcelo Moreno, que tem 45.

FLAMENGO 0 X 2 CRUZEIRO

Flamengo: Diego Alves; Rodinei (Pará), Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar; Everton Ribeiro, Diego, Jean Lucas (Vitinho) e Marlos Moreno (Lincoln); Fernando Uribe.
Técnico: Maurício Barbieri

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Robinho (Rafinha), Thiago Neves (Ariel Cabral) e De Arrascaeta; Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes
Cartões amarelos: Cuéllar (Flamengo); Thiago Neves e Robinho (Cruzeiro)

Motivo: Jogo de ida das oitavas de final da Copa Conmebol Libertadores
Data: 08/08/2018 (quarta-feira)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Público: 41.533 pagantes | 45.967 presentes
Renda: R$ 3.273.749,00
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Gols: De Arrascaeta, aos 9 min. do 1º tempo; Thiago Neves, aos 34 min. do 2º tempo

Notícias Relacionadas