Rio Vermelho recebe Festival Salvador Jazz neste sábado

O sexteto do Saravá Jazz Bahia levará ao palco um repertório que mistura composições próprias com o melhor da música instrumental (Divulgação)

Junte swing, balanço, solos improvisados e uma integração entre banda e plateia para ter as características necessárias de um dos estilos musicais mais marcantes e influentes do planeta, o jazz. E para quem curte estalar os dedos e bater os pés ao som do sax, teclado, guitarra, percussão, bateria e contrabaixo, uma boa pedida é o que vai acontecer no Largo da Mariquita, no Rio Vermelho, neste sábado (4). O local será palco, a partir de 17h30, de quatro apresentações gratuitas para a noite da terceira edição do Festival Salvador Jazz.

O evento é realizado pela Prefeitura, por intermédio da Empresa Salvador Turismo (Saltur), e abre espaço para a cultura da música instrumental na capital baiana. A programação contará, nesta ordem, com performances da banda Sarava Jazz Bahia, seguido pela Pirombeira, Rumpilezzinho e Bixiga 70.

O sexteto do Saravá Jazz Bahia levará ao palco um repertório que mistura composições próprias com o melhor da música instrumental e homenagem a grandes nomes, a exemplo de Duke Ellington, Thelonious Monk, Tom Jobim e Moacir Santos. Já o Pirombeira trará a base de formação jazzística com elementos absorvidos do samba de roda, frevo, maracatu e do rock progressivo, numa mistura singular de ritmos que forma um dos eixos de renovação da cena musical da capital baiana.

Outro destaque da noite fica por conta do show do Rumpilezzinho, coletivo de jovens músicos com idades entre 15 e 25 anos que reúne sopros, percussão, instrumentos harmônicos e cordas, sob a regência do músico, educador e maestro Letieres Leite. O coletivo convidará a cantora Gilmelândia. E a banda Bixiga 70 chega a Salvador para levar ao público sua mistura de elementos da música africana, afrobeat, brasileira, latina e do jazz. O grupo paulista que encanta todo Brasil terá como convidada a cantora Tulipa Raiz para brilhar em solo soteropolitano

As atrações não param por aí: nos intervalos dos shows, o Largo da Mariquita contará com apresentações da banda SSA – Som Soteropolitano Ambulante. A Brass Band da capital baiana, conhecida pelo seu som marcante de clássicos da World Music, promete não deixar ninguém parado.

Nos intervalos dos shows, o Largo da Mariquita contará com apresentações da banda SSA – Som Soteropolitano Ambulante. (Divulgação)

Notícias Relacionadas