Bahia arranca empate com o Atlético-MG aos 46 e deixa a zona do rebaixamento

Bahia x Atlético-MG (Foto: Felipe Oliveira.)

Em duelo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, Bahia x Atlético-MG fizeram um jogaço na Arena Fonte Nova, na noite desta segunda-feira (30). O jogo estava 1 a 0 para o time mineiro até os 35 minutos do segundo tempo. O Bahia, porém, teve raça e empatou aos 39 do segundo tempo. O Atlético-MG, no entanto, brigou até o fim. Foi para cima, e, com Ricardo Oliveira, conseguiu desempatar, isso aos 46 da etapa complementar. Quando os alvinegros comemoravam, o Tricolor Baiano buscou novamente o empate, aos 48.

O empate não foi um bom resultado para nenhuma das equipes. Um pouco melhor para o Bahia, que com o ponto somado chegou a 17 e deixou a zona de rebaixamento. O Galo perdeu a chance de se aproximar de São Paulo e Flamengo, mas subiu para o quarto lugar na classificação do Campeonato Brasileiro.

O Bahia agora volta suas atenções para a disputa da Copa do Brasil. Na quinta-feira (2), novamente na Fonte Nova, o Tricolor recebe o Palmeira pelo jogo de ida das quartas de final. Para este duelo, o técnico Enderson Moreira contará com os retornos de Zé Rafael e Lucas Fonseca, que não atuaram nesta noite por suspensão.

O Bahia atuou durante todo o primeiro tempo pressionando a saída de bola do Atlético-MG, que tinha a clara proposta de jogo de contra-atacar se fazendo valer da velocidade de Chará. Este desenho tático da partida ficou ainda mais consolidado com o gol de Matheus Galdezani, logo a 4 minutos.

Atrás no marcador, o Tricolor não se desesperou e criou ao menos duas boas chances de empatar até o fim do primeiro tempo, mas viu o goleiro Vítor fazer grande defesa em chute de Léo, aos 12, e em cabeçada de Edigar Junio, aos 36.

A todo tempo a bola rondava a área do Atlético-MG, mas foi apenas aos 38 do segundo tempo que o Esquadrão empatou. Régis bateu rapidamente uma falta e deixou Gilberto entrar livre (em impedimento) para chutar, fuzilando o goleiro com uma bomba no canto direito.

Os 16 mil torcedores se inflamaram ainda mais na arquibancada, mas num contra-ataque, aos 46, Ricardo Oliveira recebeu livre e tocou rasteiro, da entrada da área, na saída de Anderson: Galo 2 1 Bahia. O tento quase silenciou a Fonte Nova. Mas o Bahia não desistiu e arrancou um novo empate aos 48. Após lateral de Léo na área, a zaga cortou para o meio, Régis matou no peito e chutou de primeira para o gol, dando números finais ao marcador.

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *