Lula só não é inelegível porque não se registrou

CLÁUDIO HUMBERTO

O petista Lula, condenado em segunda instância a 12 anos de cadeia por corrupção e lavagem de dinheiro, só não foi decretado ficha suja pela Justiça Eleitoral porque o PT ainda não oficializou seu registro de candidatura. Ao negar pedido do MBL para declarar Lula inelegível desde já, a ministra Rosa Weber, do STF, explicou: a declaração de inelegibilidade requer que o partido escolha o candidato e o registre.

Ex-presidente Lula (Foto: Agência Brasil)

EX-OFFICIO
Uma vez feito o registro de candidatura de um ficha suja em potencial, o juiz pode decretar o candidato ficha suja “ex-officio”, ou seja, sozinho.

ATÉ O ÚLTIMO MOMENTO
As convenções partidárias se encerram no dia 5 de agosto e o prazo máximo para o registro das candidaturas é 15 de agosto.

PACIÊNCIA, MUITA PACIÊNCIA
“O Direito tem seu tempo, institutos, ritos e formas em prol basicamente da segurança jurídica, essencial à vida em sociedade”, explicou Weber.

VOTOS AOS MILHÕES
O número de eleitores no Brasil aumentou 2,2% em relação às eleições de 2016, mostra levantamento do site Diário do Poder. Ao todo os 3,2 milhões de novos eleitores podem decidir qual candidato vai para 2º turno ou até mesmo quem vencerá a disputa pelo Planalto.

POTENCIAIS VICES
Nenhum dos partidos (PDT, PSC, PCB, PSOL e PSL) que lançam candidaturas presidenciais neste fim de semana têm candidatos a vice. Também são potenciais candidatos a vice de outros partidos.

DIFÍCIL DE ENTENDER
O PRB de Flávio Rocha, dono da rede de lojas Riachuelo que desistiu da candidatura a presidente, deve realizar sua convenção partidária no dia 1º, mas não sabe se vai de Ciro Gomes ou Geraldo Alckmin.

WALDIR INSISTE
O deputado Waldir Maranhão (PSDB) insiste que será candidato ao Senado no Maranhão. A sua chapa, no entanto, já tem candidatos no seu lugar. Ele largou o PP, após apoiar o PT, para tentar ser senador.

FALTAM CANDIDATAS
Até este momento, na eleição do Distrito Federal, há apenas uma mulher oficialmente pré-candidata ao Senado Federal. É Leany Lemos (PSB), ex-secretária de Planejamento do governo Rodrigo Rollemberg.

ANALFABETOS DIGITAIS
Dos 116 milhões de conectados, 94,2% trocaram mensagens no Face e/ou WhatsApp, diz o IBGE. O Instituto de Tecnologia e Equidade diz que isso mostra a necessidade de se “alfabetizar digitalmente” o Brasil.

ALDO, PRESIDENTE
Apesar de admitir que as alianças políticas são fundamentais para vencer as eleições deste ano, o ex-ministro Aldo Rebelo (SD) deve lançar sua candidatura a presidente no próximo sábado (28).

DOAÇÕES AUTORIZADAS
O TSE liberou este ano o financiamento coletivo pela internet para os candidatos, mas as doações só podem ser feitas através de empresas devidamente cadastradas na Justiça Eleitoral. Já são 40 empresas.

PENSANDO BEM…
…na primeira eleição majoritária após a Lava Jato, quem deve vencer é a política “tradicional”.

Coluna de Cláudio Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas