Governo já torrou R$ 320 milhões em viagens

CLÁUDIO HUMBERTO

O governo federal gastou R$ 320,3 milhões do orçamento em passagens, hospedagens e diárias de servidores, apenas no primeiro semestre de 2018. Desse total, o governo esconde R$49,3 milhões sob a velha desculpa de “garantia da segurança da sociedade e do Estado” e não revela os destinos dessas viagens. Os principais destinos das viagens (a serviço) são Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador.

Cerca de 15% dos gastos foram para mandar servidores ao exterior.

CAMPEÃO DE GASTOS
Maior gastador, o Ministério da Educação já torrou R$ 69,2 milhões em viagens a serviço, apesar da alegada falta de investimento no setor.

PASSAPORTE NA MÃO
Cerca de 15% dos gastos foram para mandar servidores ao exterior. Ao todo, foram R$ 48,5 milhões gastos em passagens internacionais.

VIAGENS MILIONÁRIAS
Apenas nove, dos 1,17 milhão de servidores públicos na folha de pagamentos, já nos custaram R$ 1 milhão com viagens a serviço.

BOLSONARO E BOULOS
Tanto o PSOL, quanto o PSL realizam suas convenções partidárias neste fim de semana. O líder do MTST Guilherme Boulos deve ser confirmado candidato do PSOL e Jair Bolsonaro, candidato do PSL.

SÓ FALTAM DOIS
Nem o PP de Ciro Nogueira, nem o DEM de Rodrigo Maia definiram as datas de suas convenções nacionais. Mas ambos os partidos devem fechar apoio à candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) a presidente.

SOCIALISTAS EM CIMA DO MURO
O PSB marcou sua convenção nacional para o último dia possível: 5 de agosto. Mas só será realizada se o Diretório aprovar apoio a algum candidato. O PSB deve se manter neutro e sem candidato a presidente.

REJEIÇÃO NO RIO
O governo Luiz Fernando Pezão é reprovado por 89,1% da população do Rio de Janeiro, segundo levantamento Paraná Pesquisa. Entre aqueles com Ensino Superior Completo, a rejeição vai a 93,8%.

NINGUÉM É DE FERRO
Pré-candidato do partido Novo a presidente, João Amoedo teve a agenda pré-eleitoral cheia, esta semana, com reuniões e sabatinas. Mas garantiu folga na terça e na sexta, “sem compromissos”.

TV DEFINE VOTO?
Enquete do site Diário do Poder no Twitter perguntou: “O horário eleitoral pode mudar seu voto?”. Para 80% a propaganda não muda nada; 11% admitem que sim e 9% dizem que vai “depender”.

DOAÇÃO PELA INTERNET
As doações eleitorais podem começar a ser feitas a partir do dia 16 de agosto. Este ano está liberado o “crowdfunding”, as doações através da internet, com limite de R$ 1.064 por dia, por eleitor.

ABUSO APERFEIÇOADO
Após sumir com notas de R$20 e R$10 de caixas eletrônicos, o Banco do Brasil aperfeiçoou o abuso e os terminais dizem ter as cédulas, mas na hora do saque, saem só notas de R$ 50. O correntista que se vire.

PENSANDO BEM…
…a Copa acabou, o Brasileirão voltou, mas o campeonato que todo mundo quer ver só acaba dia 7 de outubro.

Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais.

Notícias Relacionadas