Governo cala diante de discriminação a brasileiros

O Itamaraty não deixou claro se o Brasil vai exigir visto dos europeus

CLÁUDIO HUMBERTO

O governo brasileiro não reagiu à decisão discriminatória, adotada pela União Europeia, que passará a exigir visto de entrada de brasileiros a partir de 2021. Em casos assim, nas relações diplomáticas, sempre se aplica o princípio da reciprocidade, por isso o Brasil impõe visto de entrada de nacionais de países que exigem o mesmo, como Estados Unidos e México, por exemplo. O silêncio do governo é constrangedor.

ATITUDE DIGNA
Os países respeitam as normas migratórias internas, mas se reservam direito de impor medidas idênticas até como sinal de autodeterminação.

RETICÊNCIAS OFICIAIS
Indagado, o Itamaraty não deixou claro se o Brasil vai exigir visto dos europeus a partir de 2021. “É a prática”, informou sua assessoria.

O FUTURO A ELE PERTENCE
A dúvida, entre diplomatas, é como o futuro presidente do Brasil, que estará no cargo em 2021, reagirá à exigência de visto para brasileiros.

EFEITO TRUMP
Além do Brasil, outros países serão atingidos pela exigência de visto de entrada na Europa, até mesmo os Estados Unidos.

Notícias Relacionadas