Eunício Oliveira pressionado a criar CPI da ANS

A comissão investigará em 180 dias, prorrogáveis, as decisões camaradas da ANS sempre favoráveis aos planos de saúde.

CLÁUDIO HUMBERTO

O novo aumento abusivo nas mensalidades dos planos de saúde e a invenção perversa de “franquias” e “coparticipação”, autorizados pela Agência Nacional de Saúde (ANS), aumentaram a pressão sobre o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), para instalar a CPI para investigar a situação. Assinado por quase metade dos senadores, o requerimento de criação foi entregue há 20 dias e pode ser lido hoje.

É PARA JÁ
Autora do pedido, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) pede urgência na leitura do requerimento e a instalação da CPI antes do recesso.

O TEMPO URGE
A comissão investigará em 180 dias, prorrogáveis, as decisões camaradas da ANS sempre favoráveis aos planos de saúde.

ABUSO CHANCELADO
A ANS autorizou aumento de 10% nas mensalidades, retroativo a maio. Corresponde a quase quatro vezes a inflação desde o último aumento.

O DINHEIRO OU A VIDA
A ANS também criou as franquias. Com isso, apesar das mensalidades nas alturas, o usuário terá de pagar parte do tratamento.

Notícias Relacionadas