Confira como será o desfile do 2 de Julho, data da Independência da Bahia.

O 2 de Julho celebra batalhas históricas travadas em terras baianas até a expulsão definitiva dos portugueses.

O desfile do 2 de Julho, Independência da Bahia, começará mais cedo nesta segunda-feira devido ao jogo da Seleção Brasileira contra o México, às 11h, pela Copa do Mundo. Antes do início do desfile, haverá uma alvorada com queima de fogos na Lapinha, às 6h. Às 06h30, tem início a celebração religiosa do Te Deum que, este ano, vai homenagear a arquiteta e historiadora Socorro Martinez, autora do livro 2 de Julho: a Festa é História.

Às 7h30, hasteamento das bandeiras por autoridades, com a execução do Hino Nacional pela Banda de Música da Marinha do Brasil, com a presença do governador da Bahia, Rui Costa, do deputado estadual Angelo Coronel – presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, do prefeito de Salvador ACM Neto e do presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), Eduardo Morais de Castro.

Em seguida, acontece a colocação de flores no monumento ao General Labatut pelo governador, prefeito, presidente da Assembleia, presidente da Câmara de Vereadores de Salvador e comandantes militares e na sequência os carros emblemáticos do Caboclo e da Cabocla serão entregues pelo presidente do IGHB, para que desfilem pelas ruas do bairro da Liberdade, Santo Antônio Além do Carmo, Pelourinho e Avenida Sete de Setembro em direção ao Largo Dois de Julho (Campo Grande). O cortejo cívico que acompanha os carros do Caboclo e da Cabocla sairá da Lapinha.

O 195º ano de comemorações do Dois de Julho será finalizado por volta das 17h, no Campo Grande, em ato simbólico de hasteamento das bandeiras do Brasil, Bahia e Salvador, colocação de coroas de flores no monumento ao Dois de julho pelas autoridades presentes e acendimento da Pira do Fogo Simbólico pelo pugilista Acelino Popó Freitas.

Notícias Relacionadas