Reservas cambiais estão no maior nível histórico

As reservas cambiais superaram os US$380 bilhões pela primeira vez na História. – (foto: Agência Brasil)

CLÁUDIO HUMBERTO

Ao contrário do que pode parecer, as reservas internacionais brasileiras não são afetadas pela forte atuação do Banco Central no mercado para conter a disparada da cotação do dólar, que ontem chegou a R$3,74. As reservas cambiais superaram os US$380 bilhões pela primeira vez na História. O patamar, nunca alcançado durante o oba-oba dos governos do PT, chegou esta semana a mais de US$381,8 bilhões.

RECORDE DE 2017
O maior valor das reservas foi atingido dia 8 de setembro de 2017, com US$ 383,662 bilhões “saindo pelo ladrão”.

QUEDA BRUSCA
Durante o governo Dilma, as reservas chegaram a US$ 379,1 bilhões, mas após o impeachment não passavam de US$ 364,9 bilhões.

CADA UM NA SUA
Quando atua no câmbio, o BC não usa reservas, mas paga ou recebe juros e a variação da cotação do dólar em um período determinado.

NÃO RIMA COM ECONOMIA
Ciro Gomes continua dizendo bobagens a granel, para garantir espaço na mídia que tanto despreza. Promete agora reduzir o preço da gasolina para R$3. Funciona na demagogia, não na economia.

DEMAGOGIA CUSTA CARO
Câmara e Senado decidiram isentar de pedágio caminhões sem carga. É como se deixassem de ser veículos. Além da insegurança jurídica, a isenção fica no discurso e provocará aumento no valor dos pedágios.

Notícias Relacionadas